[Resenha] A Mais Pura Verdade - @Novo_Conceito

07 abril 2015
Nome: A Mais Pura Verdade
Autor: Dan Gemeinhart
Páginas: 224
ISBN: 9788581636337
Editora: Novo Conceito
Ano de Lançamento: 2015
Comprar: Saraiva, Americanas, Submarino

Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha. Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças. Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram. Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier. Nem que seja a última coisa que ele faça.
A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.

Neste livro, o autor nos apresenta um tema bem forte, nos mostrando de uma maneira bem simples, o câncer, que está sendo bastante comum ver em alguns livros famosos. Conhecemos Mark, um pré-adolescente, que gosta de fotografar e de escrever haicais, que está na luta contra esta doença terrível. Mas isso não o impede de sonhar. Seu maior sonho é escalar um montanha, ele quer muito fazer isso,  e mesmo com sua fragilidade, ele não vai desistir.

Mark segue o seu desejo, e parte para a montanha, são 423 quilômetros. E com ele apenas um companheiro, seu cachorro, Beau. Para ninguém descobrir para onde ele está indo, Mark "projetou" um plano, comprou uma passagem para Spokane, e faz todos pensarem que ele está indo para lá, mas seu destino era outro.

No caminho ele passa por vários obstáculos, alguns, fazem ele pensar em desistir, outros incentivam o garoto a continuar. E aí que o leitor se pergunta: "Será que ele vai chegar lá?", "Será que ele vai vencer sua luta contra o câncer?".

Na história temos os capítulos inteiros e os meios capítulos, os inteiros são narrados pelo Mark, e acompanhamos sua trajetória, como descrita anteriormente, e os meios são narrados em terceira pessoa, e acompanhamos Jess, melhor amiga de Mark, e os familiares do garoto, tentando entender e achar Mark.

A Espera é dura.
Imaginar é como se afogar.
Perguntas atormentam e desaparecem.

A escrita do autor é bem simples, de fácil entendimento e instigante, e como o livro é curto, devorei ele rapidinho, mas fiquei com uma vontade imensa de ler novamente, de tanto que a história me comoveu, este é um livro que irei levar para vida toda.

Vale observar também a preocupação do tradutor ao traduzir os haicais que o Mark escreve,  é tudo contadinho os números de sílabas, mas como o livro é escrito originalmente na língua inglesa, as quantidades de sílabas não batem com as palavras em português, e dá para perceber que houve uma preocupação na tradução, mesmo ainda não dando para assimilar ao haicai.

O livro está mais que recomendado, se você já leu, deixe sua opinião aí nos comentários, e se você ainda não leu, corre lá para comprar, que você não vai se arrepender, valeu pessoal, até mais!



14 comentários:

  1. Sam e Beau me conquistaram! é tão bacana a editora ter trazido este livro, é de encantar e emocionar!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oii, tudo bem?
    Eu já li o livro e infelizmente não fiquei apaixonada, achei uma leitura "okay" sabe?
    Como eu falei em minha resenha, a quantidade de livros sendo lançados onde o tema central é o câncer, é absurdamente gigante, e por conta de eu acabar lendo muitos livros que envolve esse assunto, poucos realmente me deixam apaixonada :(
    Sua resenha foi muito boa, parabéns! :*
    Beijos.
    http://www.garotadolivro.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Não sei ao certo se fiquei interessada pela história ou se é um livro que não faria diferença eu lê-lo ou não. Me lembrou bastante a história narrada em Extraordinário (livro pelo qual eu sou apaixonada!), apesar de a doença entre os personagens ser diferente.
    Talvez um dia eu me dê a oportunidade de ler a obra e formar uma opinião coerente. Hahah.

    Beijos,
    Império Imaginário | Goulart, F.

    ResponderExcluir
  4. Olá!!

    A Mais Pura Verdade é meu mais novo xodó dentre os livros nesse gênero, é um livro tocante e encantador, até concordo que já deu um pouco! mas fazer o que, adoro clichês e esse tipo de histórias a tal da literatura enferma já virou clichês.

    beijão*...*
    http://notinhasderodape.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá Jorge, tudo bem?
    Devorei a leitura em um dia, tão leve e tranquilo para se ler, a história é bonita, só o final não gostei. Adorei sua resenha :D Lindo blog *O*
    Fique com Deus!
    http://www.doceliterario.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Jorge, tudo bem?
    Só li a prova que a NC enviou e perdi a data para enviar as impressões, ou seja vou ter que comprar o livro..
    ostei muito do que li e me apeguei muito ao Beau...
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  7. Eu vejo muitos blogs literários fazendo ótimas resenhas sobre esse livro. Eu gostei muito da proposta da narrativa do autor e também da diagramação que a editora fez. É um enredo que realmente me atrai, principalmente porque eu sou apaixonada por livros que eu sei que vão me fazer chorar feito um bebê.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Jorge, tudo bem?
    Eu li o livreto de amostra que a Novo Conceito me mandou e eu fiquei apaixonada por essa história. Achei linda a história do Mark e do Beau, e a amizade deles é tão fofa ♥.
    Quero muito ler o livro inteiro pois sei o quanto vou me emocionar com essa história.
    A escrita do autor é simples e muito fluida, o que eu adorei!

    Abraço!
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  9. oi, tudo bem?
    eu adoro A mais pura verdade por ser uma história ao mesmo tempo leve e densa, reflexiva, embora o final tenha me decepcionado.
    Quanto aos haicais, meio que me apaixonei e pretendo escrever vários! haha
    Beijos
    http://www.vivendonoinfinito.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi Jorge!
    Estou louco por esse livro. Todo mundo já leu menos eu, haha!
    Já vi tantas resenhas positivas que não tenho nem dúvidas de que quando eu ler o livro irá se tornar um dos meus favoritos.
    Adoro esse tipo de drama que o autor nos apresenta, e gosto muito quando envolve cachorro, porque já é certo que eu vou chorar, haha!

    Abraços
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Jorge, tudo bem? Gostei bastante da sua resenha e tenho muita vontade de ler esse livro, mas morro de medo de ter altas expectativas e acabar me decepcionando. Parece ser um livro muito emocionante, ver a determinação do Mark de conseguir realizar a ida a montanha, contando apenas com a companhia de Beau deve ser realmente tocante e angustiante. Q

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  12. Oieee Jorge!
    Tudo bem?

    Eu li este livro ha umas duas semanas e também curti bastante, achei leve, fofo e não tãooo tragico apesar da carga emocional! Amei o Beau! É um livro que recomendo com certeza, e que bom que gostou também!

    Adorei sua resenha!
    Beijo!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Este livro já foi tão comentado pela blogosfera que me deixou muito curiosa! Estou louca pra ler, só estou esperando ter um tempo ($$$) hahahahaha Adorei o post! Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi!!!

    Eu só li a prova desse livro, mas achei a história linda! Pena que perdi o prazo para enviar a resenha e receber o meu, agora preciso esperar o tempo ($$$) melhorar, kkkkkkkkk

    Parabéns pela resenha, me deixou com mais vontade de lê-lo!!

    Bjs

    http://cladassombras.blogspot.com.br/2015/04/exposicao-sobre-vingadores-era-de.html

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!