20 dezembro 2014

[Resenha] O Lago Místico - @Novo_Conceito

Nome: O Lago Místico
Autor (a): Kristin Hannah
Páginas: 368
ISBN: 9788581635811
Editora: Novo Conceito
Ano de lançamento: 2014
Comprar: Saraiva

Esposa e mãe perfeita, Annie vê o seu mundo desabar de uma hora para outra quando é abandonada pelo marido. A fuga momentânea é para Mystic, a pequena comunidade onde ela cresceu e onde o seu pai ainda vive. Lá, Annie começa a se reerguer novamente, descobrindo o amor por si mesma, por um velho amigo solitário e por uma garotinha que acaba de perder a mãe. Tudo está se encaixando na vida de Annie. Nick e Izzy se tornaram uma parte importante de seu processo de cura, e ela também se tornou essencial para a sobrevivência da relação entre pai e filha. Até que o seu ex-marido reaparece... e a tranquilidade rapidamente dá lugar ao desespero. Kristin Hannah encanta mais uma vez com uma história comovente, sensível e verdadeira sobre perda, paixão e os fios frágeis que unem as famílias.

Em "O Lago Místico", de Kristin Hannah conhecemos a dedicada mãe e esposa, Annie, que por 20 anos a única coisa que fez foi cuidar e se preocupar com sua família, na trama inicial ela e seu marido, Blake, irão se despedir da filha, Nathalie, no aeroporto, que está indo fazer intercâmbio na Inglaterra. Na volta para casa o mundo de Annie desaba sobre sua cabeça, seu marido pede divórcio e conta que esta tendo um caso com outra há algum tempo.

"[...] Ela olhou para ele com a boca aberta. Ele estava tendo um caso. [...] Milhares de detalhes se encaixaram no lugar: jantares que ele perdeu, viagens que fez para lugares exóticos, a nova cueca de seda que começou a usar, a mudança da colônia de Polo para Calvin Klein depois de tantos anos [...]".

Annie fica abalada com tudo isso, e entra em depressão profunda, sem saber o que fazer, ela resolve ir para Mystic sua cidade natal, e onde mora seu pai, Hank, a cidade parece estar do mesmo jeito que ela se lembrava, passando a ela uma sensação de acolhimento, Annie passou vários dias na cama, e seu pai resolve levá-la ao médico e lá é diagnosticada a depressão, mas Annie não recebeu remédios como tratamento, e sim a dica do doutor para ela mesma encontrar sua motivação para seguir em frente.

Na mesma cidade Nick, amigo de colegial de Annie, está sofrendo de luto, pois sua mulher se suicidou e deixou para ele uma filha, Izzy, que também está sofrendo com a perda da mãe. Nick afoga suas lágrimas na bebida, enquanto Izzy acha que está sumindo, e para de falar com as pessoas, uma coisa legal na narrativa é a descrição dos sentimentos dos personagens, fazendo com que o leitor sinta a mesma coisa.

Quando Annie vai ao cabeleireiro, descobre da história do amigo, e resolve ir encontrá-lo, e espontaneamente decide cuidar de Izzy, para que Nick, cumpra seu papel de melhor policial de Mystic, ela descobre que encontrou sua motivação para sair da depressão, ou seja, ser mãe, por em prática seu dom, cuidar dos outros, e isso ajuda ela e também Nick e Izzy.

O livro é completo de passagens marcantes, a história é muito boa, principalmente quando Izzy aparece, a autora conseguiu entrar na mente da menina, descrever tudo o que sentia, e sem dúvidas ela é a melhor personagem, na minha opinião. O final não foi tão bem escrito como deveria, isso fez com que a história perdesse toda sua qualidade, me deixando um pouco confuso.

Essa foi a minha primeira experiência com a autora, ainda não tenho uma opinião formada dela, mas pretendo ler mais algum livro de Kristin, fiquei sabendo que esse não foi a melhor obra dela, então ela ainda tem chances comigo. Uma coisa que me incomodou um pouco na leitura foi os diálogos, eles foram escritos juntos com o parágrafo,  vou transcrever um aqui para vocês, nunca tinha lido um livro assim:

"[...]Então, Annie voltou a se sentar nos calcanhares e fitou direto os olhos de Izzy. - Sabe quando você divide seus brinquedos com uma amiga e você se diverte mais do que se estivesse brincando sozinha com eles? Às vezes isso também é verdade com a tristeza. Às vezes, se você divide a tristeza, ela vai embora[...]"

A leitura é bem rápida, quando você se dá conta, já está na metade do livro, li ele em dois dias, e demorei um pouquinho para fazer a resenha, pois ainda estava tentando formar minha opinião sobre a história e tudo mais, mas enfim, recomendo para você que gosta de filmes estilo Sessão da Tarde, aposto que vai gostar.


Este livro foi uma cortesia da editora  

4 comentários:

  1. Oi Jorge, beleza?

    Eu li Jardim de Inverno da autora e achei fascinante; Dizem que esse aí não é o melhor dela, mas o pessoa elogia bastante. Me surpreendi quando você o comparou aos filmes da Sessão da Tarde. Geralmente a Kristin é mais profunda. Vou ler e espero gostar. Abraços!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabriel,

      Então, o livro tem suas reflexões profundas, algumas até são bem profundas, mas comparei com sessão da tarde, pois é uma típica história de uma mulher que se separa do marido e vai para outra cidade, e lá conhece outro etc. Mas não quis comparar com um livro ruim, ou algo do tipo. Espero que goste da leitura!
      Até Mais!

      Excluir
  2. Jorge você não vai acreditar peguei esse livro na mão hoje para comprar e acabei optando por QUESTÕES DO CORAÇÃO de Emily Giffin.
    O livro me parece ser bom, mas como li Jardim de Inverno recentemente, prefiro esperar um pouco, porque imagino que esse não irá me surpreender tanto quanto.
    Abraços e venha me visitar quando puder > http://cafecompersonagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lú!
      Bom, nunca li nada da Emily Giffin, espero que goste da leitura!
      Obrigado por comentar! Até mais!

      Excluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!