[Resenha] Boneco de Pano - @editoraarqueiro

07 maio 2017

Nome: Boneco de Pano
Autor(a): Daniel Cole
Páginas: 336
ISBN: 9788580417036
Editora: Arqueiro
Ano de lançamento: 2017
Comprar: Submarino, Saraiva

VOCÊ ESTÁ NA LISTA DE UM ASSASSINO. E ELA DIZ QUANDO VOCÊ VAI MORRER.
O polêmico detetive William Fawkes, conhecido como Wolf, acaba de voltar à ativa depois de meses em tratamento psicológico por conta de uma tentativa de agressão. Ansioso por um caso importante, ele acredita que está diante da grande chance de sua carreira quando Emily Baxter, sua amiga e ex-parceira de trabalho, pede a sua ajuda na investigação de um assassinato. O cadáver é composto por partes do corpo de seis pessoas, costuradas de forma a imitar um boneco de pano.
Enquanto Wolf tenta identificar as vítimas, sua ex-mulher, a repórter Andrea Hall, recebe de uma fonte anônima fotografias da cena do crime, além de uma lista com o nome de seis pessoas – e as datas em que o assassino pretende matar cada uma delas para montar o próximo boneco. O último nome na lista é o de Wolf.
Agora, para salvar a vida do amigo, Emily precisa lutar contra o tempo para descobrir o que conecta as vítimas antes que o criminoso ataque novamente. Ao mesmo tempo, a sentença de morte com data marcada desperta as memórias mais sombrias de Wolf, e o detetive teme que os assassinatos tenham mais a ver com ele – e com seu passado – do que qualquer um possa imaginar.
Com protagonistas imperfeitos, carismáticos e únicos, aliados a um ritmo veloz e uma deliciosa pitada de humor negro, Boneco de pano é o que há de mais promissor na literatura policial contemporânea.

Em seu thriller de estreia, Daniel Cole nos apresenta no prólogo de Boneco de Pano uma história que servirá de background para todo o enredo do livro. Em resumo, estamos em 2010, no último dia do julgamento de Naghib Khalid. Após juntar muitas provas contra o réu, o detetive William Oliver Layton-Fawkes (Wolf), está crente que o ele é culpado pelos assassinatos de 27 moças entre 14 e 16 anos, que foram encontradas queimadas e por isso o assassino é chamado de 'O Cremador'. 

Por algumas inconveniências, na deliberação dos jurados, Khalid é considerado inocente. Em um momento de fúria, Wolf sai do seu lugar e ataca, com violência, o réu, quase o matando, é impedido por alguns guardas e como consequência é mandado a um hospital psiquiátrico e afastado do cargo.


4 anos depois, agora em 2014, Wolf está de volta à polícia, e como seu primeiro caso, está na equipe de investigação de um crime um pouco quanto peculiar. Um corpo foi identificado, porém 6 vítimas foram encontradas. Como? "Simples", cada membro do cadáver pertence a uma dessas vítimas e foram costurados como se fossem partes de um Boneco de Pano. A cabeça foi a única que teve o seu dono localizado logo de cara, e é de ninguém mais e ninguém menos do que Naghib Khalid, que em algum momento ente 2010 e 2014, foi considerado culpado pelos crimes do Cremador. 

De início, os policiais responsáveis pela investigação saem em busca dos nomes dos outros 5 nomes que compõe o Boneco de Pano, mas entre esse meio tempo, a ex-mulher de Wolf, recebe uma lista com as 6 futuras vítimas do assassino do crime e as datas exatas em que cada uma vai morrer. O que deixa a história mais interessante, é que o último nome da lista pertence ao seu ex-marido, o mesmo detetive, Wolf. Então os seus colegas farão de tudo para salvá-lo, correndo contra o tempo e arriscando suas vidas. 

Depois de explicada a trama principal do livro, vamos ao que eu achei dele. Com uma narração em 3ª pessoa, e alinear, vamos descobrir o que está acontecendo no caso, em 2014, e teremos alguns resquícios da reabilitação de Wolf, e de como Khalid foi considerado culpado, em 2010. E isso vai caminhar para um desfecho bem inteligente da parte do autor. 

Queria dizer que nunca tinha lido nada igual, já li uma quantidade razoável de romances policiais, mas com a mesma premissa de Boneco de Pano, nunca. Me desculpem se já existe algo parecido, mas para mim, a trama toda foi uma surpresa, e claro, original. E isso contou muito na minha avaliação.


Os personagens, como a sinopse do livro diz, são muito imperfeitos, você desconfia de vários a cada instante, e quando está quase encerrando o caso você fica meio inseguro quanto ao caminho que aquilo está levando, e eu me perguntei várias vezes: "será que é mesmo essa pessoa?" ou "por que não pode ser o outro personagem?". E quando um autor consegue fazer isso, para mim, é genial. 

É um livro de mistério/thriller/romance policial, e não deixa de decepcionar em nenhum momento, nesses quesitos. Com uma trama muito instigante, que não deixa o leitor parar de ler em nenhum momento, com vários plot twists, e com várias dúvidas a serem respondidas a todo momento. Eu juro para vocês, eu tive que madrugar lendo este livro. 

Eu percebi que o autor teve uma leve decaída no desfecho, mas ainda sim foi bom, apenas apresentou um novo conceito nas últimas páginas, que poderiam ter sido contado anteriormente na trama, para ficar com um final mais limpo sem ficar confuso e apressado para o leitor. Apenas isso me fez tirar 0,5 estrela do livro, faltou muito pouco para ser as 5 completas.


Depois dessa resenha GIGANTE, recomendo muito o livro, se você gosta do gênero, é a oportunidade perfeita para você se divertir, e quem sabe, adicionar mais um livro para sua lista de favoritos. Se você nunca leu nenhum romance policial, vamos sair da zona de conforto e começar por Boneco de Pano, que é um lançamento recente e vale muito à pena ser conferido.

Esse livro foi uma cortesia da editora.
Até mais!

12 comentários:

  1. Ei Jorge, tudo bem?
    Eu vi tanta gente falando mal desse livro que me desanimei um pouco.
    Não sei muito bem qual ponto criticaram. Rs... mas sua resenha foi bem positiva
    e me deu um leve ânimo! Rs

    Literatura Estrangeira

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Essa é a segunda resenha que leio e ambas foram bem positivas em relação à obra.
    Desde que vi o lançamento, fiquei curiosa por causa do nome e a capa me chamou bastante a atenção. Não costumo ler muitas obras do gênero, mas achei a premissa bem diferente e, assim como você, original.
    Uma pena que o autor tenha pecado no final e por isso você não tenha dado nota máxima.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  3. Oi Jorge,
    Preciso de Boneco de Pano pra ontem! QUe livro é esse meu Deus!!
    Adoro thrillers psicológicos e principalmente os que tem assassinos inteligentes, que brincam com a polícia. Também nunca li nenhum livro do tipo, mas já assisti um filme muito bom que tem um estilo de serial Killer parecido. O filme é muito bom e se chama Seven: Os sete pecados capitais. Assista se gostou de Boneco de Pano, tenho certeza de que irá gostar!
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
  4. Oi Jorge,
    Desde o lançamento de Boneco de Pano, fiquei curioso com a chamada "Um corpo , Seis Vítimas". Gostei muito da sua resenha e fiquei com vontade de ler logo essa obra.
    Abraços,
    André || Garotos Perdidos

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Por coincidência acabei de liberar a postagem da resenha desse livro la no blog. Não fui eu a resenhista, mas desde o lançamento do livro fiquei tentada em roubar o livro pra ler. haha Adoro livros policiais cheios de mistérios e reviravoltas. Esse está recheado!
    Adorei sua resenha.
    Abs
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Confesso que não sou muito fã de romances policiais não, mas o marketing e o tanto de elogios que vejo sobre esse livro é unânime. Assim como o desfecho decair um pouco hehe ainda não sei o que pensar pq não curto muito o gênero, mas quem sabe futuramente?!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Hey, tudo bem?
    Adoro esse gênero literário e com certeza vou adicionar esse livro ne minha lista!
    Beijos literários!
    www.blogparadaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Eu tenho visto muitas resenhas sobre esse livro, mas ainda não consegui decidir se leio ou não. Faz muito tempo que não leio algum romance policial, e ando procurando um bom para ler. O problema é que sou um pouco medrosa, então, não é qualquer livro desse gênero que eu leio.
    Fico feliz que você tenha gostado da leitura, apesar da pequena ressalva sobre o final, e adorei conferir suas impressões. Fiquei intrigada para conferir essa história, mas o medo ainda me faz ficar com o pé atrás. Então, vou deixar a dica anotada para mais para frente, esperando criar coragem hahaha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Essa capa me remete a um outro livro que não tem nada a ver com a história, mas enfim. Eu achei muito muito boa sua resenha e fiquei mega contente de ser uma história que lhe surpriendeu. Mas para mim que não curto esse tipo de leitura deixarei a dica passar. Até porque esta é a primeira resenha que leio que foi positiva, em peso estão detestando esse livro por onde passei, então não me vejo me aventurando por ele agora ou algum dia.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Eu gosto muito de livros do gênero romance policial e pela resenha fiquei curiosa em ler este. Já está na minha lista de próxima leitura!
    Abraços!
    http://www.vancarlos.com/

    ResponderExcluir
  11. Não é bem o meu estilo de leitura, principalmente por causa do gênero. Eu já tentei me aventurar, mas não é o tipo de livro que realmente me pega, entende?

    http://laoliphant.com.br

    ResponderExcluir
  12. AMOOOO demais romances policiais e tô de olho nesse livro há um tempinho, mas essa é a primeira resenha que leio dele.
    Finalmente entendi o que significa um corpo e seis vítimas hahahaa sim, não tinha relacionado com o título (lerda!)
    Acho que nesse gênero é normal o final ser um pouco apressado, é isso que quase sempre me faz tirar algumas estrelinhas, mas também não consigo imaginar finais melhores. Adoro quando suspeitamos de todos e não sabia de tooooda essa trama envolvendo o detetive, o suspeito dos assassinatos e tal. Quero pra ontem!

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!