[Resenha] Alice no País das Armadilhas - @UnicaEditora

28 setembro 2016
Nome: Alice no País das Armadilhas
Série: Livro 1
Autor(a): Mainak Dhar
Páginas: 256
ISBN: 9788567028781
Editora: Única
Ano de lançamento: 2015
Comprar: Submarino, Americanas, Livraria Cultura


O planeta Terra foi devastado por um ataque nuclear, e boa parte de sua população se transformou em Mordedores, mortos-vivos que se alimentam de sangue e, com sua mordida, fazem dos humanos seres como eles.Alice é uma jovem humana de 15 anos que mora no País das Armadilhas, nos arredores da cidade que um dia foi Nova Déli, na Índia. Ela nasceu nessa nova realidade aterrorizante e teve de aprender a se defender sozinha desde cedo.As coisas mudam quando Alice decide seguir um Mordedor por um buraco no chão: ela descobre a estarrecedora verdade por trás da origem das criaturas e se dá conta da profecia que ela mesma está destinada a consumar — uma profecia que se baseia nos restos chamuscados do último livro encontrado no País das Armadilhas, uma obra chamada Alice no País das Maravilhas .Uma mistura incomum de mitos, teorias conspiratórias e Lewis Caroll, Alice no País das Armadilhas pode parecer mais uma história de zumbi, mas é uma metáfora instigante de como tendemos a demonizar aquilo que não compreendemos.

Mainak Dhar nos propõe fazer uma releitura de Alice no País das Maravilhas, juntando alguns elementos da ficção criada por Lewis Carrol com zumbis (no livro chamados de Mordedores) e mundo pós-apocalíptico. E ele consegue...

Neste livro, vamos conhecer Alice, uma garota de 15 anos. E na Insurreição (época em que vive), junto com outros humanos, ela deve fugir o tempo todo dos Mordedores (zumbis), pois basta uma mordida para você vira um deles.

O País das Armadilhas, liderado pelo pai da garota, é onde as pessoas vivem, e precisam fugir de lugar para lugar, pois sofrem ataque dos mordedores com bastante frequência, e por isso, todas as crianças e adolescentes são educados para serem ágeis e resistentes.

A cena clássica de perseguição do coelho, aqui neste livro, é quando Alice encontra um Mordedor vestido de coelho, e isso chama a atenção dela, obviamente, que entra em um buraco, e claro, Alice corre atrás dele destemida.

E é aí que Alice descobre que nem tudo que aprendeu estava correto, aprende que os Mordedores nem sempre são desprovidos de inteligência, e conhece a sua arqui-inimiga, a Rainha Vermelha.


"Com toda a devastação que o mundo já sofrera,se houvesse ao menos uma pequena chance para que as coisas se acertassem, valeria a pena lutar por isso." 

A narrativa é bem instigante, sempre com acontecimentos de tirar o fôlego, acredito que por ser o primeiro volume, é bem tumultuado, justamente para inserir o leitor no universo criado e ao mesmo tempo narrar o que está acontecendo e dar continuidade na trama.

É bem interessante você poder aprender com Alice tudo que ela passa nessa nova fase da vida dela... Somos convidados a entrarmos na primeira aventura da personagem longe de casa, e aprendendo a verdade sobre as mentiras que lhe foi contada quando era menor.

A grande diferença, que para mim fez muito peso, com o livro original, foi a maturidade da personagem principal, enquanto a Alice de Lewis Carrol é toda bobinha e tola, a de Mainak Dhar é mais esperta, pois tem 15 anos, e já tem noção do que acontece em sua volta, e é preparada para tudo.

No geral foi uma boa releitura do clássico, vale a pena dar uma conferida, principalmente se você gosta de livros do gênero!


6 comentários:

  1. Eu gosto bastante de releituras, principalmente dessas histórias que víamos nos filmes da Disney quando crianças. Achei bem legal a premissa desse livro, adoro a Alice, e acho que iria gostar da leitura.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  2. Tenho certa dificuldade em ler releituras. E para ser bem sincera,nunca fui muito ligada no clássico Alice no País das Maravilhas... Acho que esse livro funciona,somente para quem gosta dessa junção de um clássico ,com zumbis...

    Sinceramente, esse não deu vontade de ler.

    ResponderExcluir
  3. Eu amo o clássico Alice no País das Maravilhas e estou a algum tempo querendo ler essa releitura, pelo enredo percebo que o autor soube utilizar elementos da história original como ponto forte em seu livro, alem de amadurecer a personagem, quero ler, adoro histórias com zumbis.

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Não conhecia o livro Alice no país das armadilhas antes de ler a resenha. Gosto de livros que são releituras, acho bacana ler uma história clássica com uma versão diferente, às vezes até mais moderna.
    Porém, pelo mesmo no momento, não me interessei em ler o livro, pois não gosto de livros de zumbis.

    ResponderExcluir
  5. Oi.
    Eu amo livros que são readaptacoes de livros clássicos, Alice no país das armadinhas ja me conquistou pela sua premissa e eu com certeza quero ler, essa nova aventura e novos semarios me conquistou com toda certeza.
    Boa Noite.

    ResponderExcluir
  6. Gente odeio releituras, sério mesmo, tenho dificuldade imensa de ler uma releitura porque acho mega forçado, como se quisessem empurrar uma vertente completamente diferente e isso me irrita um pouco, e com zumbis? só li um livro com essa temática, até gostei, mas não consigo imaginar Alice e zumbis! Agora preciso admitir a capa está bela demais!

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!