28 julho 2014

Lançamentos da Editora Sextante - Jul/2014

“Quem não gostaria da oportunidade de se tornar sócio de Warren Buffett, Bill Gates ou Jorge Paulo Lemann?
Se esses exemplos já são sedutores, como você reagiria diante da oportunidade de se tornar sócio de Deus? Se você acha que isso seria maravilhoso mas impossível, este livro pode mudar sua vida.
Os textos da Bíblia confirmam o interesse de Deus em participar de nossos empreendimentos, sejam eles comerciais, relacionados a mudança de status ou a questões familiares e de saúde.
Na sociedade com Deus, como em qualquer outra, cada parte tem direitos e deveres, ônus e bônus. Não importa se o seu empreendimento é a sua carreira, suas finanças ou ainda a empresa que você montou ou
que gerencia, Deus, neste aspecto, é parecido com qualquer sócio: ele vai entrar com o “capital” dele, com o “trabalho” dele, e espera que você faça a sua parte para que o projeto decole.
Esta obra foi escrita para atender a quem acredita que o sucesso profissional pode estar em harmonia com aquilo que Deus quer para nós e para o nosso próximo. Como veremos, a Bíblia oferece todo um plano de ação, com orientações seguras e resultados espetaculares.
Enfim, vamos analisar aqui as leis para quem crê em Deus e está interessado em se tornar seu sócio. Você quer conhecer essa proposta? Esperamos que sim!” – William Douglas e Rubens Teixeira

Em sua experiência como psicólogo, Willard F. Harley Jr. percebeu que os casos extraconjugais costumam ocorrer quando um parceiro não dá aquilo de que o outro mais precisa – seja atenção, ajuda doméstica, apoio financeiro ou sexo. 
Com base nisso, ele elaborou uma lista das 10 necessidades emocionais mais comuns de homens e mulheres – admiração, carinho, conversa íntima, apoio doméstico, compromisso com a família, apoio financeiro, honestidade e franqueza, atração física, companheirismo no lazer e satisfação sexual – e descobriu que, em geral, as mais importantes para eles são as menos valorizadas por elas, e vice-versa. Este é o principal ingrediente dos mal-entendidos da vida a dois. 
Com 3 milhões de exemplares vendidos no mundo, este livro mostra que, para o amor dar certo, é preciso que o casal se esforce para satisfazer as necessidades um do outro – assim, é possível driblar a mágoa, a carência e as brigas que levam ao rompimento ou à traição.


É durante a Grande Depressão que começa esta irresistível história de superação e esperança: a emocionante trajetória de nove jovens humildes do Oeste dos Estados Unidos que deram ao mundo, nas Olimpíadas de 1936, uma autêntica demonstração de coragem. 
Neste livro fascinante, Daniel James Brown refaz os passos da equipe da Universidade de Washington na década de 1930, que deixou sua marca na história do remo. Ele começa descrevendo a luta dos filhos de trabalhadores braçais contra as exigências físicas, técnicas e psicológicas do esporte e seu empenho para derrotar as equipes das universidades de elite. 
No centro da narrativa está Joe Rantz, um adolescente sem perspectivas que rema para encontrar seu lugar no mundo. Atormentado por demônios pessoais, uma desoladora história familiar e as limitações da pobreza, Joe vê o barco de calouros de Washington como sua única chance de continuar na universidade. A equipe é montada por um treinador enigmático e determinado, com a ajuda de um excêntrico e visionário construtor de barcos de corrida. Mas é o inquebrantável compromisso mútuo dos rapazes que faz deles um time vencedor. Ao obter a tão sonhada vaga olímpica, eles se veem diante de seu maior desafio: disputar a medalha de ouro nas “Olimpíadas Nazistas” de Berlim, em 1936, diante do olhar vigilante de Hitler. 
Com base nos diários dos remadores e nas lembranças do sonho compartilhado, Brown criou esta obra notável – retrato de uma época, celebração de uma incrível conquista esportiva e crônica da extraordinária jornada pessoal de um jovem atleta americano.

Esqueça tudo o que você já ouviu falar sobre aposentadoria. A ideia de parar de trabalhar e se sustentar com um auxílio mensal é um conceito ultrapassado para dar conta do padrão de vida que queremos ter. 
Bancos, empresas de previdência, fundos de pensão e o Ministério da Previdência Social recomendam que as pessoas poupem mais ao longo dos anos para chegarem com uma boa reserva à idade avançada. Mas será que apenas essa poupança resolve o problema? 
Quem já passou dos 60 anos lamenta não ter se esforçado mais no passado e sabe que, mesmo que tivesse dobrado seu esforço, ainda estaria longe de uma situação confortável. Como estamos vivendo mais, com mais qualidade, custo de vida mais alto e maior nível educacional e cultural, a renda de uma aposentadoria – pública ou privada – não é suficiente hoje. A velha fórmula deixou de funcionar. 
É preciso adotar um modelo realista para planejar o futuro. Reunindo pesquisas e reflexões sobre casos de fracasso e de sucesso, este livro propõe uma nova forma de enxergar o trabalho e de lidar com o dinheiro, oferecendo conselhos atualizados sobre a melhor maneira de se educar, de investir, de empreender e de gerenciar a carreira. 
Ao longo de mais de uma década, Gustavo Cerbasi vem se dedicando a estudar e trabalhar com educação financeira, orientando públicos de diversas idades e classes sociais. Em Adeus, aposentadoria, ele apresenta um plano para administrar sua riqueza que inclui dicas personalizadas de acordo com sua faixa etária. Além disso, faz uma análise das modalidades existentes de aposentadoria e aponta suas principais falhas. 
Sem dúvida, o desafio para conquistar uma vida futura mantendo o padrão atual e sem depender de ninguém é grande, mas é possível se começarmos a realizar esse projeto desde já.

“Este livro se sustenta em torno de três conceitos que desencadearam em mim novas formas de pensar sobre Deus, de compreendê-lo e, mais importante ainda, de vivenciá-lo. Eles tornaram minha vida melhor, e a minha esperança é que façam o mesmo por você.
Conosco: Para mim, Deus é a energia, o poder e a fonte de tudo o que sabemos ser a essência da vida. Quero que você entenda como essa proximidade confronta o senso comum que o coloca em algum outro lugar. Quero que você veja o perigo dessa perspectiva e enxergue Deus ao seu lado o tempo todo.
Por nós: Deus é por todos nós, independentemente de crenças, pontos de vista, ações, falhas, erros, pecados ou opiniões. Deus deseja que cada um de nós floresça para que possamos nos tornar o melhor que podemos ser. Quero que você veja como as doutrinas que mostram Deus mal-humorado e vingativo tornam as pessoas infelizes e estressadas a tal ponto que elas acabam acreditando que Deus é realmente assim.
Adiante de nós: Quando falo de Deus, não estou me referindo a um ser divino que ficou ultrapassado, que tenta nos arrastar de volta para uma era primitiva, pré-científica. Deus não está focado no atraso, não se opõe à razão, à liberdade nem ao progresso – ao contrário, está convidando toda a humanidade para ir em frente, em direção a experiências cada vez mais plenas de paz, amor, justiça, empatia, honestidade, compaixão e alegria.
Quero que você enxergue que o Deus da Bíblia está adiante das pessoas, como sempre esteve. Ainda que muita gente o veja como coisa do passado, eu não penso assim, e quero que você o veja como uma realidade vital e ativa em sua vida cotidiana.
Temos um longo caminho pela frente, mas minha expectativa é que, ao terminar este livro, você venha a dizer:
Agora eu sei quem é Deus.”

Nate está na área!
Nate está na maior maré de azar... até um estranho amuleto mudar tudo! De uma hora para outra, nada mais pode dar errado! Mas quanto tempo a sorte de Nate vai durar?











2 comentários:

  1. A sextante é uma editora muito boa, mas os livros que ela normalmente traz não fazem muito meu gosto mas já comprei diversas vezes obras deles
    Beijos,

    Amanda
    Divã Literário

    ResponderExcluir
  2. Oi Fer. Gosto da Sextante para livros de auto ajuda e profissionais, mas deste mês eu só leria Meninos de Ouro por causa da lição de superação que eles repassam! :)

    Beijos

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!