[Resenha] O Despertar do Príncipe - @editoraarqueiro

28 novembro 2015

Nome: O Despertar do Principe - Livro I
Autor(a): Colleen Houck
Páginas: 384
ISBN: 9788580414363
Editora: Arqueiro
Ano de Lançamento: 2015
Comprar: Livraria Cultura, Submarino

Aos 17 anos, Lilliana Young tem uma vida aparentemente invejável. Ela mora em um luxuoso hotel de Nova York com os pais ricos e bem-sucedidos, só usa roupas de grife, recebe uma generosa mesada e tem liberdade para explorar a cidade. Mas para isso ela precisa seguir algumas regras: só tirar notas altas no colégio, apresentar-se adequadamente nas festas com os pais e fazer amizade apenas com quem eles aprovarem. Um dia, na seção egípcia do Metropolitan Museum of Art, Lily está pensando numa maneira de convencer os pais a deixá-la escolher a própria carreira, quando uma figura espantosa cruza o seu caminho: uma múmia — na verdade, um príncipe egípcio com poderes divinos que acaba de despertar de um sono de mil anos. A partir daí, a vida solitária e super-regrada de Lily sofre uma reviravolta. Uma força irresistível a leva a seguir o príncipe Amon até o lendário Vale dos Reis, no Egito, em busca dos outros dois irmãos adormecidos, numa luta contra o tempo para realizar a cerimônia que é a última esperança para salvar a humanidade do maligno deus Seth. Em O despertar do príncipe, Colleen Houck apresenta uma narrativa inteligente, cheia de humor e ironia.

"O Despertar do Príncipe" é o primeiro livro da série "Deuses do Egito" e nele vamos conhecer Lily, uma adolescente de dezessete anos, com uma vida financeira bastante confortável, filhas de pais quase ausentes e diferente das adolescentes comuns Lily é apaixonada por arte. Seu local preferido é o Metropolitan Museum of Art.

E é lá que uma das maiores aventuras de sua vida vai começar. Numa manhã de um dia qualquer, Lily está no museu estudando, quando de repente escuta uma série de barulhos estranhos vindo do lugar onde os artefatos para a exposição egípcia estão e o inesperado acontece quando de lá saí um homem vestido com roupas egípcias falando uma linguá não mais do que estranha para ela.


Amon é um príncipe do Egito que há centenas de anos foi amaldiçoado pelo deus Seth e abençoado pelo deus Anúbis, a cada mil anos ele e seus irmãos despertam, retornam a vida, para proteger a humanidade contra as trevas. Porém, dessa vez Amon desperta muito longe de casa e de seus irmãos, ele está em Nova York e não conhece nada dessa cidade, nem ao menos como chegar em sua terra natal.


Para piorar a situação, Amon também está sem seus vasos canópicos (recipientes utilizado no Antigo Egipto para colocar órgãos retirados do morto durante o processo de mumificação.), então para permanecer com vida (pelo menos até achar seus vasos) Amon precisa de um humano para doar a energia que precisa, para isso ele pode escolher qualquer pessoa, mas escolheu pegar essa energia da única humana que estava a sua frente naquele momento, Lily.


Um encantamento é feito e onde quer que ele esteja ou vá Lily é quase obrigada a ir junto, pois eles estão ligados e então os dois partem numa viagem repleta de aventura, perigo, magia e múmias.

"O sol nos deixa fortes, jovem Lily. Assim como eu estou ligado a ele, você está ligada a mim."


Mais uma vez Colleen mostrou que quando se trata de criar histórias com enredos fascinantes e personagens incríveis, ela sabe muito bem o que está fazendo. Não podia ter tido impressão melhor sobre a história. Sou apaixonada por livros de mitologia e nunca tinha lido nada que envolvesse especificamente mitologia egípcia e esse livo foi com certeza um belo gancho inicial.

Assim como todos os outros livros da Colleen, este possui uma narrativa que flui rapidamente, é um livro fácil de ler. Mas admito que esperava um pouco mais de romance e fiquei até um pouco decepcionada com isso, acredito que nos próximos volumes a autora vá focar mais nessa parte.


Contudo, apesar de ter gostado bastante, algumas pequenas coisas me incomodaram no decorrer da leitura, mas nada que atrapalhasse minha vontade de ler os outros livros da série, que alias estou muito curiosa.

Indico bastante a leitura para todos os fãs da autora, esse é um dos melhores trabalhos dela e também para aqueles leitores que gostam de uma história com mais fantasia e aventura, é leitura mais do que obrigatória.


Esse livro foi uma cortesia da editora.

2 comentários:

  1. Olá Fernanda!
    Li A Maldição do Tigre e não curti :( O começo desse me pareceu bastante parecido pela sua descrição. Parece ser um livro bem bacana para quem gostou da Saga do Tigre :)
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas | SORTEIO 250 SEGUIDORES! NOS SIGA E PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
  2. Olá, eu tenho vontade ler esse livro, ele se parece bem com o meu estilo.
    Beijos

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!