[Resenha] A Culpa é das Estrelas - @intrinseca

17 março 2013


Nome: A culpa é das estrelas
Autor(a): John Green
Páginas: 288
ISBN: 9788580572261
Editora: Intrínseca
Ano de lançamento: 2012
Comprar: Saraiva, Submarino
Em A Culpa é das Estrelas, Hazel é uma paciente terminal de 16 anos que tem câncer desde os 13. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

"A culpa é das estrelas" é um livro triste, alegre, engraçado, lindo e ao mesmo tempo emocionante. Com um misto de melancolia, doçura, filosofia e diversão o autor consegue fazer com que você se encante do inicio ao fim.

O livro conta a estoria da adolescente (se é que posso chama-la assim) Hazel Grace, ela é portadora de um câncer pulmonar em fase terminal desde os treze anos. O ultimo capitulo de sua vida começou a ser escrito assim que recebeu o diagnostico. Embora ela soubesse que seu câncer não tem cura, algo (digamos que seja quase um milagre da medicina, chamado Falanxifor) fez com que seu tumor diminuísse consideravelmente, o que lhe da uma chance de prolongar sua vida por alguns anos a mais.

Hazel frequenta um Grupo de Apoio a Crianças com Câncer  aonde muitas pessoas (crianças e adolescentes) que são portadores da doença e outras que passam por uma cirurgia e estão SEC participam,  e lá, um belo dia... Ela conhece Augustus Waters, amigo de Isaac, que é um portador de câncer e esta prestes a passar por uma cirurgia.

Augustus Waters é incrivelmente encantador, ele tem dezessete anos e esta há um ano e meio curado do câncer, segundo ele, só teve uma pitada de osteossarcoma.

"Alguns infinitos são maiores que outros"

O livro é narrado em primeira pessoa, pela protagonista Hazel Grace, de uma forma simples, fácil e objetiva. Os diálogos entre ela e o Gus, são a melhor parte do livro. A leitura flui de uma forma que você não percebe, e quando se da conta já terminou a leitura.

"Me apaixonei do mesmo jeito que alguém cai no sono: gradativamente e de repente, de uma hora para outra."
E bem, acho que não preciso dizer o quanto eu gostei do livro, certo? Ainda estou fascinada com a historia, "A culpa é das estrelas" se tornou um dos meus livros favoritos, se não o que mais gosto, de todos os livros que já li. É emocionante, fofo e completamente romântico!

De uma forma incrível  o autor conseguiu transformar uma historia que tinha tudo para ser triste em algo completamente diferente. E agora faço de minhas as palavras que certa vez vi em um blog literário muito fofo: "O importante em uma historia, não como ela termina, mas sim os fatos que acontecem enquanto ela ainda existe".

PS: Okay


3 comentários:

  1. Eu gostei bastante de A culpa é das estrelas, não favoritei porque é um tanto clichê, mas achei bem emocionante e adorei os personagens. Adorei o Gus, achei ele incrível e, embora eu tenha discordado dele em alguns momentos, senti ele próximo, alguém real.

    www.amorporclassico.com

    ResponderExcluir
  2. Estou desejando ler esse livro com todas as min has forças!

    Beijos.
    Páginas na Estante
    @alyneadriana

    ResponderExcluir
  3. Um dos melhores livros que li em 2012.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!