Vamos falar de Spoilers...?

16 fevereiro 2013

Posso te contar um spoiler? Sim, isso mesmo, você leu certo. Ok, ok, não tenho spoiler pra contar, mas quem tal falar um pouco deles?

É assim que a maioria dos leitores reagem quando contamos ou vamos contar um spoiler de um livro, filme ou série.

O verbo “spoil”, em inglês, pode ser traduzido como “estragar”. O termo é famoso em outros países com um contexto mais específico. Todos conhecemos o spoiler como aquela informação sobre o que vai acontecer em um filme/livro/jogo/série etc que alguém solta antes que você tenha assistido/lido/jogado/assistido um determinado título até o fim. Pois bem, um novo estudo definiu que o “spoiler” não necessariamente estraga a experiência.

Segundo o site io9 publicou há algum tempo, Nicholas Christenfeld e Jonathan Leavitt, psicólogos pesquisadores da Universidade da Califórnia San Diego, investigaram essa história de que spoilers acaba com a graça da história para as pessoas. Reuniram um grupo de pessoas e deram 12 contos para elas lerem, em geral clássicos, caindo nas categorias “fim com uma reviravolta irônica”, “mistério” e “literatura”. Os dados coletados a partir de eventuais segundos contatos (algumas pessoas já tinham lido determinadas histórias) não foram computados, claro, porque isso acabaria com a intenção da pesquisa.

Essas cobaias tiveram experiências variadas: com histórias em que não havia spoiler; outras em que havia um parágrafo contando o fim da trama logo no início; e outras em que esse parágrafo estava no meio do texto, como se fosse parte dele e o conto tivesse sido escrito assim. No final, cada versão de cada história foi lida por pelo menos 30 pessoas.

O primeiro lugar na preferência dos leitores foram as histórias com spoiler e da categoria “reviravolta irônica” - u exemplo citado para explicar melhor o conceito é uma trama em que é revelado de antemão que a fuga ousada do prisioneiro condenado à pena de morte não aconteceu de verdade, foi fruto da imaginação dele enquanto o nó da corda apertava seu pescoço. Os mistérios com spoilers também fizeram sucesso e, de maneira geral, as pessoas testadas consideraram mais agradáveis as leituras realizadas depois de saber o fim da história.

Para Christenfeld, uma explicação possível é que a sociedade dá ênfase demais na trama, quando na verdade ela é só uma desculpa para a realização de um grande texto, algo bem escrito. Outra teoria é que seria “mais fácil” ler a história com spoiler e, portanto, mais agradável.

Claro que essa pesquisa não mudou nada. Certamente, quem não liga para spoiler assim continuará e quem não gosta permanecerá cuidadoso para não ler algo antes da hora. Mas a lição que fica é que o processo de aproveitamento também é importante. Saber o final não é o único objetivo de alguém que lê/assiste/joga. O que, aliás, é uma conclusão óbvia, afinal, as peças de Shakespeare seguem sendo encenadas até hoje.

Eu particularmente adoro spoilers, sempre que converso com alguém que já leu um livro que quero muito ler acabo pedindo alguns, isso me empolga, e só faz com que aumente minha vontade de ler o determinado livro.  :)
Site da matéria original | Imagem: Google

8 comentários:

  1. Aah, gostei do artigo. Eu me incomodo mais com spoilers em filmes que livros. Tem muito livro que já sabemos no início que o personagem morre no final, lemos para descobrir como. Se o spoiler explicar como o personagem morre, então é horrível Filme tem muito menos conteúdo, qualquer dica atrapalha...

    :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Primeiramente, obrigada pelo comentário.
      Rs, eu também me incomodo mais com Spoilers de filmes que de livros :)

      Excluir
  2. Concordo inteiramente Fernanda. Não gosto de saber tudo, mas não ligo de conhecer alguns aspectos para me decidir.
    Fico curiosa e quero saber como o livro chegará aquilo, como será depois.

    liliescreve.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Opa, eu quase morro ao escrever uma resenha e não soltar nenhum spoiler, principalmente quando é continuação de série uash.
    Um beijo.
    http://livrodagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito da abordagem, sério mesmo!

    Realmente, quando o livro é bom, bom mesmo, alguns spoilers não são o suficiente pra estragar, mas como já disseram, quando não há muito conteúdo, ai a coisa já é outra!

    Seguindo aqui!


    cafe-elivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Gostei da matéria. Interessante. Acredito que gostamos de saber sobre a trama antes de acontecer um feito enorme ou uma reviravolta drástica porque somos muito curiosos! :D Bjo

    ResponderExcluir
  6. Acho que o mistério total (ou quase) faz sentido em alguns gêneros, que eu praticamente restrinjo ao romance policial. E mesmo assim, confesso, lá pelas tantas perco a paciência e paro de me esforçar para descobrir o assassino...
    Prefiro acompanhar o processo construtivo do autor, pois, como alguém disse (ou coisa parecida), o melhor está em um texto bem construído, de qualidade, saiba-se ou não o final antes da hora.

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!