Destaques

06 junho 2018

[Resenha] A Mulher na Janela - @editoraarqueiro

Nome: A Mulher na Janela
Autor(a): A. J. Finn
Páginas: 352
ISBN: 9788580418323
Editora: Arqueiro
Ano de lançamento: 2018
Comprar: Amazon
Conheça o hotsite do livro

Anna Fox mora sozinha na bela casa que um dia abrigou sua família feliz. Separada do marido e da filha e sofrendo de uma fobia que a mantém reclusa, ela passa os dias bebendo (muito) vinho, assistindo a filmes antigos, conversando com estranhos na internet e... espionando os vizinhos.
Quando os Russells – pai, mãe e o filho adolescente – se mudam para a casa do outro lado do parque, Anna fica obcecada por aquela família perfeita. Até que certa noite, bisbilhotando através de sua câmera, ela vê na casa deles algo que a deixa aterrorizada e faz seu mundo – e seus segredos chocantes – começar a ruir.
Mas será que o que testemunhou aconteceu mesmo? O que é realidade? O que é imaginação? Existe realmente alguém em perigo? E quem está no controle?
 Neste thriller diabolicamente viciante, ninguém – e nada – é o que parece. A mulher na janela é um suspense psicológico engenhoso e comovente que remete ao melhor de Hitchcock.

Apesar de amar trillers, é um gênero literário que quase nunca leio (não me pergunte porque), mas assim que soube do lançamento de "A Mulher na Janela", fiquei completamente louca e eu só sabia que precisava o exemplar (tão louca que acabei ganhando dois).

Em "A Mulher na Janela" vamos conhecer Anna Fox. Anna é psicologa infantil e sofre de agorafobia, um medo mórbido de se achar sozinho em grandes espaços abertos ou de atravessar lugares públicos (creditos: google). E no caso de Anna, esse medo a mantido presa em casa por dez meses.

"Alguns têm pavor de gente, outros, da desordem do trânsito.
Para mim, o problema está na vastidão do céu, na desmesura do horizonte, no simples fato de estar exposta à pressa acachapante da vida ao ar livre."

Seu marido e filha moram em outra casa e sua rotina é basicamente jogar xadrez na internet, acessar um site de pessoas que tem o mesmo problema, assistir filmes antigos de suspense, conversar com seu marido e filha no telefone, beber e observar os vizinhos.

Uma rotina até que normal considerando os problemas de Anna. No entanto, o grande problema é que ela bebe muito e toma remédios que não se devem misturar com álcool.


Até o dia em que observando seus vizinhos novos, Anna presencia um crime. E a grande questão é, aquilo que ela viu realmente aconteceu ou é só coisa da sua cabeça causados pela medicação e a bebida? Fica difícil acreditar que aquilo tudo foi real, já que todos envolvidos provam exatamente o contrário.

"Não é paranoia se realmente está acontecendo." 

Desse jeito nós mergulhamos na cabeça da personagem para tentar descobrir o que de fato aconteceu  (se é que aconteceu). É uma montanha russa de emoções e questionamentos, um dos pontos mais altos do livro é como o autor consegue levar o leitor nisso tudo.


Preciso dizer que peguei o livro com expectativas lá em cima e talvez isso fez com que demorasse um pouco para engatar um ritmo de leitura, mas logo depois disso os acontecimentos vão ficando tão bons que esqueci completamente esse fato. Precisava descobrir o que iria acontecer e já estava ficando agoniada.

O desfecho é maravilhoso e surpreendente. O livro é todo narrado pela visão da Anna, a escrita do autor é ótima, toda a trama foi muito bem desenvolvida e explorada. A. J. Finn virou um dos meus autores favoritos do gênero e com toda certeza quero ler mais coisas do autor.

Se você que está lendo essa resenha é fã de triller psicológico e suspense, leia "A Mulher na Janela",  pois é uma verdadeira obra-prima.



Beijos!

Formado em Oxford, A.J. Finn é ex-crítico literário e já escreveu para diversas publicações, incluindo Los Angeles Times, The Washington Post e The Times Literary Supplement. A Mulher Na Janela, seu primeiro romance, foi vendido para 36 países e está sendo adaptado para o cinema numa grande produção da 20th Century Fox. Natural de Nova York, Finn viveu por dez anos na Inglaterra antes de voltar para sua cidade natal, onde mora atualmente.
Esse livro foi uma cortesia da editora.

Comentários via Facebook

0 comentários. Comente Também!:

Postar um comentário

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!

© Imaginação Literária • Resenhas, novidades e muito mais! – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in