Destaques

05 março 2018

[Resenha] Batman: Criaturas da Noite - @editoraarqueiro


"A escuridão era a sua aliada, não inimiga"


Nome: Batman - Criaturas da Noite
Autor(a): Marie Lu
Páginas: 256
ISBN: 9788580418071
Editora: Arqueiro
Ano de lançamento: 2018
Comprar: Amazon

As criaturas da noite estão caçando a elite de Gotham. Bruce Wayne é o seu novo alvo.
Bruce Wayne está prestes a completar 18 anos e herdar a fortuna de sua família, além do controle das indústrias Wayne. No entanto, no dia do seu aniversário, ele faz uma escolha impulsiva e é condenado a prestar serviço comunitário no Asilo Arkham, uma mescla de prisão e hospital psiquiátrico onde estão detidos os criminosos mais desequilibrados da cidade.
Lá ele conhece Madeleine, integrante das Criaturas da Noite, um grupo radical que deseja acabar com a elite de Gotham. Até então, a moça se recusava a confessar seus crimes ou informar à polícia os futuros ataques que planejavam, mas ela resolve se abrir para Bruce Wayne, dando início a um perigoso jogo de sedução e inteligência.
Será que o jovem Wayne vai conseguir convencê-la a revelar todos os seus segredos ou ela está apenas manipulando-o para arruinar Gotham?  Enquanto o golpe final das Criaturas da Noite se aproxima, Bruce percebe que não é tão diferente de Madeleine. E, mesmo longe de se tornar o Cavaleiro das Trevas, precisará provar que está preparado para deter uma das maiores ameaças que Gotham já presenciou. (Skoob)

Marie Lu vem trazer para seus leitores uma adaptação de um dos personagens mais icônicos da DC, e em "Batman: Criaturas da Noite", temos um Bruce Wayne com seus 18 anos e prestes a ter o controle de toda a sua herança, mas que está tentando viver a sua vida longe dos holofotes, no entanto, ele acaba se envolvendo numa investigação da polícia e é condenado a serviço comunitário no famoso Asilo Arkham.

Quando começa seu trabalho lá, ele conhece a prisioneira Madeleine, aparentemente envolvida com uma organização chamada Criaturas da Noite e que não colabora com a polícia em nenhum interrogatório, mas quando Bruce chega, ela inicia uma estranha relação com ele e só se comunica com a polícia através dele. 

Ao que tudo indica o grande herdeiro das indústrias Wayne é o próximo alvo das Criaturas da Noite que estão matando a elite corrupta de Gotham, e servindo como uma espécie de Robin Hood para a população. Assim, Bruce terá que desvendar todos os mistérios de sua nova amiga e tentar salvar a sua vida e sua herança.


"A escuridão era a sua aliada, não inimiga"

O livro tinha tudo para ser muito bom, mas ele foi no máximo só bom. Eu estava com uma expectativa muito alta, porque Mulher-Maravilha: Sementes da Guerra foi incrível e eu gosto muito do Batman, então eu esperava algo tão bom quanto o livro da Leigh Bardugo, mas não foi bem assim...

Eu achei que mesmo o livro sendo curto, a Marie Lu se prolongou muito no desenvolvimento, ela fica uma eternidade criando um enredo que levaria a uma grande cena de ação, mas depois de umas 200 páginas só de construção de plot, a grande cena de ação é curta e meio sem graça se o final tivesse sido um pouco mais empolgante, com bem mais ação, mudaria muito a minha nota.



A antagonista (não sei se posso chamar de vilã) é maravilhosa, acho que o lado mais humano dela grita muito forte e isso é incrível porque faz o leitor se perguntar se ela realmente merece ser punida, as motivações dela são muito bem convincentes e as interações dela com o Bruce são as cenas que eu mais gostei do livro.

É notável uma similaridade do Bruce Wayne com os do quadrinhos e filmes, temos a personalidade caricata do Batman e alguns personagens clássicos dos arcos do herói, como o Harvey e o detetive Gordon, mas acho que ele funcionaria muito melhor como mais um livro YA do que uma adaptação do morcego de Gotham.



Marie Lu é a autora das séries Warcross e Jovens de Elite e da aclamadíssima trilogia Legend. Ela se formou na Universidade do Sul da Califórnia e trabalhou como designer na indústria de videogames. Atualmente escritora em tempo integral, passa as horas livres lendo e jogando. Mora em Los Angeles com o marido e um cãozinho mestiço de chihuahua e corgi.

Esse livro foi uma cortesia da editora.

Até a próxima!

Comentários via Facebook

9 comentários. Comente Também!:

  1. Ai Jorge, não me diga uma coisa dessa... Sou fã do Batman, e assim como você adorei o livro da Mulher Maravilha, por isso não vejo a hora de ter meu exemplar em mãos. Uma pena que no ponto alto do livro, justamente na hora da ação, a autora não tenha desenvolvido de forma plena suas ideias.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  2. Já não gosto muito da série Legend então tenho certo pé atras com a Marie Lu.
    Pra piorar, não curto muito super heróis.
    Obviamente essas capas estão lindas, mas não me atrai muito esses enredos.
    Gostei de saber um pouco mais sobre a obra aqui no seu blog e sua opinião, mas essa dica hoje, eu vou passar!!

    beijinhos!!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Oiie. Eu tenho percebido que esses livros são um tanto caricatos apesar de uma tentativa de dar mais cara própria ao personagem.
    Eu gostei da sua resenha e dos pontos que colocou. Não sei se gostaria desse livro, mas parece ser interessante para quem realmente é fa do gênero. Eu me chatearia com a enrolação kkk
    Beijos.

    Blog: fanficcao.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? É uma pena que o livro não tenha sido tão incrível para você, é ruim quando isso acontece. De qualquer forma adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  5. Oie
    não é um livro que leria apesar de parecer realmente ser legal, não é minha prioridade, que bom que gostou da leitura e uma pena que não superou suas expectativas :(
    boa resenha

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Que pena que o livro não te agradou tanto. Mesmo sem nunca ter lido nada da Marie Lu, eu estava com uma expectativa muito alta por esse livro, porque o Batman é o meu herói favorito.
    Lendo sua resenha percebi que é melhor controlar um pouco minhas expectativas, pois essa questão do desenvolvimento ser mais longo do que deveria é algo que com certeza me incomodaria.
    De qualquer forma, adorei a sinceridade da resenha e ainda pretendo ler este livro futuramente, mas sem esperar tanto dele.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Que bom que ao menos foi bom, rsrs. Muitas vezes, quando as expectativas estão muito altas, pode acontecer mesmo de o livro não agradar tanto. Interessante a antagonista também ser um personagem que atrai o leitor.

    ResponderExcluir
  8. olá, Jorge.. uma pena que o livro não teve um enredo tão bem desenvolvido, mas apesar desse detalhe, que tenho curiosidade em fazer a leitura. Da DC, Batman é um dos meus preferidos...
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá. Sou uma mulher tradicional. Batman tem que ficar nas HQs e nos filmes. Não imagino ele em prosa. Quem sabe um dia dê uma chance para essa outra versão da história.
    Bjs

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!

© Imaginação Literária • Resenhas, novidades e muito mais! – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in