26 maio 2017

[Filme] Antes que eu vá - @ParisFilmes


Hey everybody!
Anos atrás eu peguei para ler o livro "Antes que eu vá", mas a leitura estava tão entediante que resolvi não levar para frente, principalmente dias seguidos a personagem acordar e começar tudo da mesma forma.

E quando eu soube do lançamento do filme, a curiosidade para saber o que aconteceria no final falou mais alto e não consegui resistir. Confesso que depois que abandonei a leitura, não corri atrás de spoiler para saber o que viria a seguir, mas tinha ouvido comentários sobre ser um livro que falava de bullying e suicídio, mesmo que não vá muito a fundo no assunto. Óbvio que nele teremos mais detalhes, porém quando terminei de assistir, o filme só me relembrou dos motivos que me fizeram abandonar a leitura na época e por incrível que pareça, apesar de tudo o que estava esperando não foi uma total decepção.


Sam é uma adolescente que tem tudo, família, um namorado lindo e um grupo de amigas inseparáveis. É aquele tipo de garota popular que todo mundo inveja ou quer ser no colégio. Mas que de um minuto para outro, sua vida muda completamente ao voltar para casa com suas amigas de uma festa, elas sofrem um acidente de carro e ao que parece, Sam morre ou é o que era para acontecer. No entanto, na manhã seguinte ela acorda como se nada tivesse acontecido. O problema é que era o mesmo dia doze de fevereiro.

A princípio Sam só fica com aquela sensação estranha de déjà vu e tudo ocorre absolutamente igual, até que a noite chega e na volta para casa elas sofrem o acidente novamente e tudo volta a se repetir.


Até o dia em que Sam descobre o que precisa fazer e decide que se era para reviver aquele dia, ela iria fazer isso da melhor forma, com isso a personagem foi mudando seu comportamento com relação a algumas coisas e pessoas.

Principalmente com relação a Juliet. Sabe aquela menina que não tem amigos, que vive se maneira isolada no colégio? Essa é Juliet e talvez ela seja assim não por vontade de própria, mas porque ninguém se dá o trabalho de se aproximar, fazer amizade ou até mesmo ajuda-la.



Não fica claro, não existe uma explicação do porquê os dias estarem se repetindo, nem mesmo porque era somente com Sam e acho que essa foi uma das coisas que mais incomodaram, tanto no livro, quanto no filme, fica tudo muito vago, embora eu tenha entendido o que a autora queria passar com essas repetições, eu acho.


De uma forma geral, é um bom filme, a atuação é boa, Zoey estava perfeita no personagem. Apesar de ter sido uma leitura que não tenha levado para frente e minha opinião sobre o filme, acho que é uma trama que nos leva a refletir sobre algumas coisas que vivemos atualmente. Assistam e tirem suas próprias conclusões :)

Beijos!

6 comentários:

  1. Oi Fernanda!
    Eu tinha lido esse livro fazia muito tempo, e acabei relendo para depois ver o filme. Confesso que a leitura do livro é um pouco lenta mesmo, mas no geral achei o filme bem adaptado e consideravelmente melhor que o livro.
    Beijos!

    Books & Impressions

    ResponderExcluir
  2. Eu não gostei do final desse filme, eu achei que eles podiam ter dado um final diferente para a história. Eu também não entendi muito porque dizem que a história é anti-bullying, não vi a personagem fazer na a respeito. A única coisa foi tentar fazer a menina não se matar, e ainda assim, não me convenceu muito.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Não sabia desse filme. E muito menos que era um livro. Mas gostei da sua sinceridade de falar que o livro não funcionou para você mas que o filme é válido para refletir. Não sei se veria por agora mas vou colocar na minha lista de futuros filmes.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Ao contrário de você, eu sou apaixonada pelo livro. Eu assisti o filme com muitas expectativas e nem todas foram supridas, embora eu tenha achado um bom filme.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Sou apaixonada pela autora e por esse livro, mesmo com o início lento, mas ainda não assisti ao filme. Fiquei animada com a sua crítica pois me deu a entender que o resultado final foi uma boa adaptação e agora não vejo a hora de o assistir.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi Fernanda, sua linda, tudo bem?
    Eu ainda não li o livro, mas vi o filme e gostei muito. Como ela morre logo no início, eu entendi que ela estava revivendo o último dia de sua vida até aprender a valorizar o que tinha e ela era importante para aquela cena no final. Só quando aconteceu que ela conseguiu se libertar. Acho a mensagem muito lida, embora tenha sido um filme simples.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!