[Resenha] Projeto Angel - @Novo_Conceito

22 maio 2015

Nome: Maximum Ride - Projeto Angel
Autor: James Patterson
Páginas: 384
ISBN: 9788581635255
Editora: #Irado
Ano de lançamento: 2014
Comprar: Americanas, Saraiva

Maximum Ride - Projeto Angel - Maximum Ride tem 14 anos. Ela e os seus amigos seriam crianças normais se não tivessem o dom de voar. Para algumas pessoas esse poder seria um sonho, mas, no caso da turma de Max, a vida se transformou em um pesadelo sem fim desde que a perseguição dos Apagadores começou.
Seja em cima das árvores do Central Park, em uma jornada escaldante no deserto da Califórnia ou nas entranhas do metrô de Nova York, Max e sua nova família lutam para compreender por que eles são diferentes de todos os outros seres humanos. A maior dúvida é: eles vão salvar a humanidade ou ajudar a destruí-la?
Impossível ficar indiferente a Max! Sarcástica, corajosa e meio impaciente, ela é a líder mais poderosa e forte que você já conheceu. Ao mesmo tempo em que luta para se proteger e salvar a vida dos seus amigos, Max tenta entender por que tudo tem que ser tão difícil e diferente para eles.
Se você gosta de ação rápida, dinâmica, daquelas de tirar o fôlego, com vilões que você ama odiar... Este é o seu livro! Uma aventura fantástica e imprevisível, que emociona e desperta a imaginação.

James Patterson dispensa maiores apresentações: é um dos escritores que mais vende nos Estados Unidos, seus livros já venderam mais exemplares que John Grisham, Stephen King e Dan Brown, juntos! Prolífico, desde 2010 ele tem publicado pelo menos 10 livros por ano, só em 2015 ele já lançou 6 livros (todos como co-autor). Sua série de sucesso Bruxos e Bruxas está em andamento pela editora Novo Conceito. O selo #Irado está lançando a série Caçadores de Tesouros. Projeto Angel é o primeiro livro da série Maximum Ride, que tem 8 volumes no total e já está concluída.

Maximum Ride é a mais velha de um pequeno grupo de 6 órfãos que foram vítimas de um laboratório que inseriu neles DNA de aves, por isso eles tem asas e alguns outros poderes que ainda estão descobrindo, mas a Escola, que os criou, impede que tenham uma vida normal. Os Apagadores, humanos com genes de cães, os caçam incansavelmente. Quando os Apagadores sequestram Angel, a mais nova do bando, todos os outros partem para o resgate, para poderem voltar a ser uma família unida. Mas a Escola guarda muitos segredos sobre a origem das crianças e a razão delas terem sido criadas, e agora Max e os outros não tem mais uma casa para onde voltar.

James Patterson é um autor muito experiente, cria bem o clima e equilibra a narrativa com facilidade. Muitos finais de capítulos são ganchos bem montados para manter a expectativa até a página seguinte. Mas no total são 134 capítulos e um apíligo! A narrativa vai até a página 362, então na média cada capítulo tem menos de 3 páginas! Não é difícil achar três páginas consecutivas com transições de capítulo, o que se torna um pouco cansativo e até quebra o ritmo quando todos os persoagens principais estão reunidos. Quando separados, cada poucas páginas acompanha um núcleo, então cada história se desenrola aos poucos, e cada fim de capítulos com um gancho adequado.

A característica dos Apagadores de aparecerem inúmeras vezes, sempre prontos para um novo confronto e quase sempre sendo derrotados com relativa facilidade, apesar de eventualmente causarem danos aos órfãos chega a ser irreal depois da 20ª aparição inexplicável. Talvez fique para os próximos volumes alguma lógica ainda oculta, mas mesmo para um primeiro volume de série poucas perguntas são respondidas e há poucas perspectivas de melhora nos volumes seguintes.

Contorci-me de dores ao ver que são seis personagens principais, geralmente tenho dificuldade em decorar nomes e quem é cada um quando são apresentados juntos. Mas os nomes são bem construídos e todas as personalidades e características pessoais são bem marcantes para que você rapidamente reconheça cada um deles.

Nas primeiras páginas há uma citação da personagem-narradora Maximum Ride que também está na contracapa do livro:

Não largue este livro. Falo muito sério... Sua vida pode depender disso.”

Entretanto, terminei o livro sem saber por que minha vida pode depender dele, nem em que circunstâncias Max escrevia essas palavras. O artifício parace exagerado e não fica clara a importância real da narrativa. Eu tenho minhas suspeitas, que pode ser as mesmas conclusões que você terá ao ler, e se for realmente isso é um pouco decepcionante.

A edição da #Irado está mais parecida com os livros da Novo Conceito – não é capa dura, mas tem um belo design interno. É o livro da editora com menos erros de digitação entre os que já li, apenas um em todas as páginas, então a revisão está de parabéns.

Com as asas na capa e a palavra Angel no título ele pode facilmente ser confundido com um dos muitos títulos adolescentes sobre anjos. O elogio dado pelo The Guardian que estampa a capa, de que está série é digna de fazer mais sucesso que Jogos Vorazes e Crepúsculo, também parece exagerado. Mesmo que chegue a ser um sucesso maior de vendas, até agora não chegou perto da polêmica gerada por esses dois títulos. O texto original que foi publicado em 2005 e ainda não ganhou uma adaptação para o cinema, o que para mim é um sério indicador do sucesso e do interesse do público por um título.


Este livro foi uma cortesia da editora 
Novo Conceito pelo selo #Irado.


3 comentários:

  1. Olá, tudo bem com você?
    Apenas passando aqui rapidinho para avisar que eu indiquei o seu blog para responder a “TAG: Medos e Sonhos” são apenas 10 perguntinhas que você consegue responder rápido e ainda permite que o seu leitor conheça um pouco mais sobre você.
    Caso você se interesse aqui está o link: http://escritorawhovian.blogspot.com.br/2015/05/tag-medos-e-sonhos.html
    Bjs e sucesso com o seu blog!

    ResponderExcluir
  2. Oiiii, tudo bem?
    Não tive uma experiência muito boa com o primeiro livro que li do autor, e sempre que vejo uma resenha sobre outros livros dele, elas não me fazem querer dar mais uma chance a James, e só empurra-lo para debaixo do tapete. Porém, não sei direito o porque ainda, fiquei curiosa com este livro, mas essas questão dos personagens me deixou meio zonza só de saber (shaushausha). Talvez eu leia se houver uma oportunidade!

    xoxo
    http://www.amigadaleitora.com/

    ResponderExcluir
  3. Não gosto de livros que se utilizam de catch phrases para se promover. "Esse livro vai te fazer ver o mundo como você nunca viu." "A sua vida depende dessa história." Sempre achei isso recurso de escritor ou aditora amadora para tentar esconder uma obra ou história que não é assim tão boa.

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!