[Resenha] Liberta-me - @Novo_Conceito

22 abril 2015

Nome: Liberta-Me
Autor(a): Tahereh Mafi
Páginas: 444
ISBN: 9788563219909
Editora: Novo Conceito
Ano de lançamento: 2013
Comprar: Saraiva, Extra

Liberta-me é o segundo livro da trilogia de Tahereh Mafi. Se no primeiro,Estilhaça-me, importava garantir a sobrevivência e fugir das atrocidades do Restabelecimento, em Liberta-me é possível sentir toda a sensibilidade e tristeza que emanam do coração da heroína, Juliette. Abandonada à própria sorte, impossibilitada de tocar qualquer ser humano, Juliette vai procurar entender os movimentos de seu coração, a maneira como seus sentimentos se confundem e até onde ela pode realmente ir para ter o controle de sua própria vida. Uma metáfora para a vida de jovens de todas as idades que também enfrentam uma espécie de distopia moderna, em que dúvidas e medos caminham lado a lado com a esperança, o desejo e o amor. A bela escrita de Tahereh Mafi está de volta ainda mais vigorosa e extasiante.

O livro se inicia dando sequência em "Estilhaça-me" (Resenha aqui), e se você pensa que começa de forma leve, está bem enganado, o livro já começa com uma ação total, com a guerra iminente que está por vir, e Juliette não conseguindo controlar o seu poder como queria, o seu relacionamento com o Adam está totalmente estranho, e seus sentimentos por Warner totalmente confusos, tudo isso faz com que ela acabe se distraindo, e não consegue fazer as coisas, do jeito que ela queria. E é ai que entra o personagem mais legal da serie, Kenji, Ele irá treinar Juliette e seu poder.

Kenji é aquele personagem que em uma situação totalmente ruim, vai fazer você rir, e como Warner ele se empolga muito com o poder da Juliette, que nesse livro, vimos a extensão e quão ruim ele pode ser, e que precisa ser controlado logo.

"Porém, eu não preciso mesmo de proteção. Não preciso que ninguém se preocupe comigo ou tenha curiosidade ao meu respeito ou arrisque-se a se apaixonar por mim. Sou instável. Preciso ser evitada. Está certo as pessoas terem medo de mim."

Os meus capítulos favoritos eram aqueles que o Warner e a Juliette conversavam, e que da para entendermos um pouco como ele é, Nesse livro também conhecemos o pai de Warner, que uau, a autora conseguiu me prender na história quando ele apareceu, e se você acha o Warner ruim, nem queira saber do pai dele.

E o Adam, meu deus, eu fiquei com raiva demais dele, e cadê aquele Adam do primeiro livro? Pra mim ele se tornou um chato nessa historia, Não sei se é porque eu sou Team Warner, Mas meu Deus Adam, não dava pra aguentar você.

"Talvez seja porque Warner está destroçado e seja tola o bastante para achar que posso consertá-lo. Talvez seja porque eu me vejo, eu vejo a Juliette de 3, 4, 5, 6, 17 anos abandonada, negligenciada, maltratada, insultada por algo fora do seu controle e penso nele como alguém igual a mim, alguém que nunca ganhou uma chance na vida. Penso em como todo mundo já o odeia, como odiá-lo é um fato universalmente aceito."

E a Juliette, gostei muito mais dela nesse livro, se tornou uma personagem forte, mas ainda assim, com muito medo do seu poder. Quando se vive 17 anos vendo as pessoas com medo dela, achando que ela é um mostro, não é bem legal para a consciência dela, Mas com isso, ela aprende que pode ser mais do que é. e isso é muito legal.

Eu também li "Destrua-me" que é o conto pelo ponto de vista do Warner, o que me fez me apaixonar ainda mais por ele, e me fez perceber que ele sim precisa da Juliette, Warner ama tão intensamente, ele é inteligente, e sabemos de uma coisa que é demais, mas você tem que ler pra saber.

Como que eu falei do Warner nessa resenha, mas é por uma boa causa, e resumindo tudo, mas uma vez a autora nos deixa sem fala e com uma vontade louca de ler o próximo. Esse livro pra mim é provavelmente o que eu mais gostei dessa trilogia, cheia de reviravoltas e confusões, Muito amor por ele, e com certeza vou dar cinco estrelas, porque é o máximo que se pode dar, se não eu daria mais.

2 comentários:

  1. Olá!!!! Eu tenho a trilogia toda aqui em casa, tem tempo que quero conhecer esta história mas e tempo? é apenas isso que me barra =/ Mas lendo sua resenha a vontade voltou! Adorei, parabéns viu!

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  2. Oi
    Gosto bastante dessa trilogia, adoro o gênero e é super diferente ...
    Adorei a resenha ... Parabéns !
    Estou seguindo o blog ... Que layout divo, arrasaram !
    Beijos

    PS: Passa lá no meu blog também, tem post novo, vou adorar a visita

    Letícia Giollo
    http://louca-por-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!