14 agosto 2014

[Resenha] Áurica - @grupopensamento

Nome: Áurica
Autor(a): Gina Rosati
Páginas: 304
ISBN: 9788564850293
Editora: Jangada
Ano de lançamento: 2013
Comprar: Saraiva

Anna Rogan é uma garota aparentemente normal, mas esconde um grande segredo: ela consegue sair do corpo e fazer viagens astrais. Quando ocorre um acidente fatal, Taylor, uma colega de escola, toma posse do corpo de Anna e passa a viver como se fosse ela, ameaçando transformar o incrível passatempo num verdadeiro pesadelo. Diante da perspectiva de ficar presa no vácuo e nunca mais ser vista, ouvida ou tocada, Anna resolve pedir ajuda a seu melhor amigo, Rei. Agora os dois têm não só que recuperar o corpo de Anna como também impedir Taylor de acusar um amigo em comum de ser responsável pela sua morte. Juntos, Rei e Anna arquitetam um plano para salvar o amigo, mas são surpreendidos pela paixão que começa a brotar entre eles.
Espíritos, auras, projeção astral e outros elementos sobrenaturais são presenças constantes do inicio ao fim da história. "Áurica" é o primeiro livro que leio da autora Gina Rosati, publicado pelo Grupo editorial Pensamento no Brasil.

O livro conta a história de Anna, ou Annaliese Grace Rogan, como preferir. Anna é uma adolescente com uma vida um pouco complicada, ela mora com seus pais. Sua mãe trabalha como corretora e está sempre tendo que viajar, já seu pai, sofre com a doença do alcoolismo, sendo filha única, todas as responsabilidades quando sua mãe não está em casa se voltam para ela. Além disso, ela possui um certo dom, ou poder como as pessoas chamam, de se deslocar do corpo quando quer, deixando-o imóvel em algum lugar, como se tivesse apenas descansando ela consegue ir para qualquer lugar que queira.

Ela e Rei são melhores amigos desde sempre, eles estudam juntos na mesma escola. Rei é o único que sabe de seu dom e morre de medo de que um dia, essas viagens astrais façam mal a ela, e é exatamente isso que acontece quando eles menos esperam.

Seth, um outro amigo deles está sendo acusado de ter assassinado sua colega que classe -que era apaixonada por ele-. Desesperado, ele não ver outra saída senão fugir. E a única testemunha ocular da morte de Taylor Gleason, que pode provar que ele não foi o culpado, é Anna, o problema é que seu corpo agora não está mais sob seus comandos e ela não sabe o que fazer para recupera-lo de volta.

"Áurica" tem uma narrativa em primeira pessoa e foi escrito de forma bem dinâmica fazendo com que o leitor não se canse durante a leitura. O livro tem uma premissa original e esse foi um dos principais motivos de o ter escolhido para resenha. 

Eu relaxo a mente, deixo-a deslizar para aquele espaço entre o sono e a vigília e meu corpo começa a ficar cada vez mais pesado. O formigamento começa nos dedos dos pés, sobe pelas pernas e passa pelos joelhos. Depois que subiu por toda a minha coluna e chegou ao pescoço, meu corpo fica tão pesado que parece que vai atravessar a cadeira. Agora eu me entrego, deixo a parte de mim que é matéria afundar, enquanto a parte que é pura energia sobe para a superfície como uma bolha, para cima e para fora do meu corpo… livre!. (pág.8)

Também gostei bastante da forma como a autora deu importância para os personagens secundários e a riqueza de detalhes toda vez que a protagonista fazia uma de suas viagens astrais. E por mais que tenha achado que faltava algo para dar um "up" na história, gostei bastante da leitura. Um livro divertido e muito fofinho, sua leitura vale a pena.



Um comentário:

  1. Ainda não tinha ouvido falar do livro, a apesar de a história não ter me cativado tanto fiquei com muita vontade de ler só pela capa, achei linda!
    Abraços,
    porenseetcs.blogspot.com

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!