[Resenha] Uma carta de amor - @editoraarqueiro

24 abril 2014

Nome: Uma carta de amor
Autor: Nicholas Sparks
Páginas: 288
ISBN: 9788580412475
Editora: Arqueiro
Ano de lançamento: 2014
Comprar: Saraiva

Há três anos, a colunista Theresa Osborne se divorciou do marido após ter sido traída por ele. Desde então, não acredita no amor e não se envolveu seriamente com ninguém. Convencida pela chefe de que precisa de um tempo para si, resolve passar férias em Cape Cod. Durante a semana de folga, depois de terminar sua corrida matinal na praia, Theresa encontra uma garrafa arrolhada com uma folha de papel enrolada dentro. 
Ao abri-la, descobre uma mensagem que começa assim: “Minha adorada Catherine, sinto a sua falta, querida, como sempre, mas hoje está sendo especialmente difícil porque o oceano tem cantado para mim, e a canção é a da nossa vida juntos.” 
Comovida pelo texto apaixonado, Theresa decide encontrar seu misterioso autor, que assina apenas “Garrett”. Após uma incansável busca, durante a qual descobre novas cartas que mexem cada vez mais com seus sentimentos, Theresa vai procurá-lo em uma cidade litorânea da Carolina do Norte. Quando o conhece, ela descobre que há três anos Garrett chora por seu amor perdido, mas também percebe que ele pode estar pronto para se entregar a uma nova história. E, para sua própria surpresa, ela também. 
Unidos pelo acaso, Theresa e Garrett estão prestes a viver uma história comovente que reflete nossa profunda esperança de encontrar alguém e sermos felizes para sempre.

Uma bela e triste história de amor. Nunca fui muito fã do Sparks e os livros dele nunca me despertaram tanto interesse assim, talvez por todos eles trazerem um enredo parecido, uma linda história de amor que acaba em tragédia. No entanto, por mais que não goste muito de histórias tristes, esse conseguiu me deixar um pouco curiosa, já tinha assistido ao filme e conhecia a história, ou era pelo menos o que eu achava. Quando soube que a Arqueiro ia lançar uma nova edição do livro resolvi pedir e dar mais uma chance para o autor.

"Uma carta de amor" não é o primeiro livro que leio do Sparks, para ser mais especifica esse é o segundo, e diferente do primeiro, Sparks dessa vez conseguiu prender minha atenção e não pude largar o livro até o desfecho da história e mesmo já sabendo o que ia acontecer, o final(para quem não leu) é bem previsível.

Theresa Osborne é jornalista, tem um filho de doze anos e há três anos saiu de uma separação dolorosa, descobriu que a vida toda, desde quando se casara com David, ele o traíra. Theresa não acredita mais no amor, e a única coisa que a faz conseguir viver é seu amor pelo filho Kevin.

No entanto, mesmo assim Theresa tem andado muito solitária. Ao descobri que seu filho tinha viajado para a casa do pai, Deanna, sua chefe a chamara para se juntar a ela e a seu marido numa visita a Cape Cod. Eles iam para lá havia anos e sempre ficavam hospedados no mesmo local. Theresa percebe então, que passar um tempo fora da rotina do dia-a-dia não seria tão ruim assim, ainda mais na presença de amigos.

Numa certa manhã depois de chegar a Cape Cod, logo após sua corrida matinal, Theresa encontra uma garrafa na praia que a principio ela achava ser lixo, ao ver que dentro dela tinha um canudo de papel, Theresa fica curiosa e faz de tudo para abri-la e depois, com certa dificuldade, começa a ler a carta escrita por Garret, o homem pelo qual ela fica desesperada para achar. Theresa não mede esforços até encontra-lo e não consegue esquecer as palavras escritas por esse homem numa bela carta de amor. A partir dai, vem o desenrolar da história.

"(...)E com o coração partido eu a vi desaparecer aos poucos. Esforcei-me para recordar tudo daquele momento, tudo de você. Mas logo, tão depressa, a sua imagem se desfez e a neblina recuou de volta ao seu lugar distante. Fiquei sozinho no cais, sem me importar com o que as outras pessoas pensavam enquanto arqueava a cabeça e me entregava a um pranto sem fim."

Muitos acontecimentos ocorrem desde que a carta é encontrada, uns que se encaixaram perfeitamente na história, outros nem tanto. O livro tem uma ótima narrativa, sendo em terceira pessoa e dessa vez, diferente de alguns livros do Sparks, que geralmente são narrados pelos personagens masculinos, conseguimos ver os  dois lados dos personagens na história, o que é muito bom se tratando de um livro de romance.

Leia e descubra que esse não apenas mais um romance bobinho que muitas vezes lemos, "Uma carta de amor" também é uma história de superação que fala da fragilidade das relações, e também de escolhas.

Mas mesmo gostando bastante do enredo da história em si e principalmente da escrita do autor, a opinião que tenho sobre o Sparks não mudou, talvez, um dia quem sabe isso aconteça...



3 comentários:

  1. Oii Fe!!
    Bom, eu adoro Sparks, hehehe, mas concordo com você que algumas histórias tem alguns desfechos parecidos!

    Estou bem anciosa para ler Uma carta de amor, já vi várias resenhas de pessoas como você que não são muito fãs de Sparks e que gostaram muito.
    <3 <3

    Adorei a resenha e sua quote escolhida!! <3
    http://traduzindo-sonhos.blogspot.com.br/
    beijos!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Fernanda, foi o primeiro livro que li do autor e gostei bastante. O final me arrancou lágrimas.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!