20 fevereiro 2014

[Resenha] A Pirâmide Vermelha - @intrinseca

Nome: A Pirâmide Vermelha
Autor(a): Rick Riordan
Páginas: 448
ISBN: 9788598078977
Editora: Intrínseca 
Ano de Lançamento: 2010
Comprar: Saraiva

Primeiro volume da série As Crônicas dos Kane, A pirâmide vermelha leva aos leitores a aventura , o mistério e o irresistível humor já característicos dos livros  de Rick Riordan
Desde a morte da mãe  seis anos atrás, Carter Kane viaja o mundo com o pai, o egiptólogo Dr. Julius Kane. Ele não frequenta a escola e seus pertences cabem em uma única mala. Enquanto isso, Sadie, sua irmã mais nova é criada pelos avós em Londres. Ela tem tudo o que Carter queria: casa, amigos e uma vida "normal". E ele, o que ela mais deseja: conviver com o pai. Depois de tanto tempo separados, os irmãos não tinham praticamente mais nada em comum. Até que na noite de Natal, em uma visita ao British Museum, o pai faz uma estranha promessa: tudo voltará a ser como antes.
 É bem provável que você já tenha ouvido falar em Rick Riordan, se não, aposto que pelo menos sabe o que é Percy Jackson e os Olimpianos e o tanto de fãs e admiradores que a saga tem pelo mundo.A Pirâmide Vermelha, volume 1 da trilogia As Crônicas dos Kane, também foi escrita pelo Tio Rick, mantendo o mesmo padrão de excelência na escrita.

Nessa trilogia, é narrada a estória de Carter e Sadie, dois irmãos que foram criados e viveram sua infância de forma muito diferentes. Carter é um típico geek norte-americano, que tem tudo o que precisa numa mala, por  viver viajando ao redor do mundo com o pai, o famoso egiptólogo  Dr. Julius Kane . Como ele descreve, se veste com "o look", que são roupas sociais,como camisa de linho, calças do mesmo tecido e mocassins. Ou seja, um afro-americano nada descolado.

Sadie, ao contrário de tudo isso, tem cabelos lisos e loiros, olhos azuis e pele clara. Adora coturnos e jaquetas escuras. Sua descrição física pode ser simplesmente aplicada à Ruby Kane, a falecida mãe dos dois irmão, que é o pivô da distancia entre os tais.

Com uma explosão no British Museum, o Dr. Julius é colocado por Set ou Red Lord em um sarcófago/caixão, após um atrito em entre os dois. A partir daí, os irmãos se envolvem com Set e com as outras divindades egípcias. Nessa luta cheia de desafios, para encontrar e salvar seu pai do poderio do malévolo Set , eles se arrumam cada vez mais confusões! E a partir de suas desventuras, comecei a me sentir feliz e ansiosa, torcendo, super conectada com os Kane.

Alguns detalhes como a forma de que eles sempre recebem ajuda de alguém nas batalhas, como seus inimigos são invencíveis, como os deuses se hospedam nos corpos de qualquer mágico da Casa da Vida, como eles perdem familiares e amigos muitas vezes no decorrer da narrativa... tudo isso me encantou.Eu espero que você também se encante com essa brilhante trilogia [dispenso adjetivos] que aborda mitologia egípcia de forma que nunca vi antes.

*Desculpe-me se escrevi alguns nomes próprios de forma diferente, é porque eu li a versão americana '-'. *

Se já leram o livro , ou tem alguma opinião a respeito, deixe nos comentários!




4 comentários:

  1. Oi :)

    Eu estou louco para ler algo do Rick e creio que começarei por essa série. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mylane.

    Eu li as outras duas séries do Rick e gostei bastante. Confesso que nunca me interessei muito por As Crônicas de Kane, mas se eu gostar das outras acho que vou gostar dessa, certo?

    Talvez eu leia futuramente. Adorei a resenha.

    Beijos
    aquelaborralheira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Virei fã do autor por conta do Percy, e acabei me divertindo com este .livro cheio de aventura. Uma série que com certeza vou seguir.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  4. Ainda nao li nada dessse autor mas ja comprei Percy Jackaon entao nao tenho mais desculpa hehehe


    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!