[Resenha] A casa de Isabel - @aclaramello

19 dezembro 2013

Nome: A casa de Isabel
Autor(a): Clara Mello
Páginas: 143
ISBN:9788562040184
Editora: Mirabolante
Ano de lançamento: 2010

No seu romance de estreia, A casa de Isabel, a jovem autora Clara Mello, com apenas 16 anos, aborda temas profundos como a morte, o amor, a saudade, o desejo, a fé, a liberdade. Num clima onírico e poético Clara consegue, embora com o frescor de sua escrita juvenil, ser uma leitura para todas as idades.
Uma notícia inesperada faz com que Isabel e Teo, amigos de infância, passem o Carnaval na casa onde cresceram, revisitando cômodos, lembranças e sentimentos.
“(...) Entende que esta casa é mágica? Aqui podemos ter a idade, a lembrança, o dia que quisermos. Está tudo aqui. Nossa vida, Teo! Protegida nesta casa.”

A autora desse livro é piauiense, mas a muito vive no Rio de Janeiro e depois de muita influência do tempo e do destino ele chegou às minhas mãos. Uma frase dela que vem em uma das orelhas do livro já cria um suspense digno:

"Escrevi A casa de Isabel com 16 anos, durante um Carnaval muito feliz."

A história é narrada em 1ª pessoa, por Teo, rapaz mais tímido e recluso , amigo de infância de Isabel, moça vaidosa e falante, que passa por uma grande desventura em pleno Carnaval, época/festa tão estimada pelos brasileiros ( e por ela também!). A morte de uma garota que marcou muito a vida desses amigos. O que faz com que ambos abandonem as músicas, os foliões, e talvez a alegria do momento.

"Não se trata de fingir, mas de deixar fluir outros lados que moram em nós, mas que normalmente são ocultados por nossas personalidades de rotina. Carnaval é isso, e é por isso que dá alegria."

Partindo com tristeza até a alma, Isabel e Teo voltam para uma casa afastada do barulho, e próxima ao coração, em que por anos brincaram, sorriram, e como não podia deixar de ser, foram muito felizes. Lá se deparam com histórias e alguns mistérios que ainda não foram revelados, que vão aparecendo durante o enredo com as incursões dos personagens pelo lugar.

A estrutura do livro como um todo é incrivelmente linda, com folhas bem espessas e ilustrações da capa em relevo. O início de cada capítulo conta com uma ilustração da Fernanda Barreto, incrementando ainda mais a imaginação dos cenários e protagonistas. Para uma noção melhor do tema abordado, costumo brincar que ele é o As vantagens de ser invisível versão Brasil, quando vou apresentar a alguém.

É empolgante, emocionante e incrivelmente triste por vezes, mas sem jamais perder o suspense, e os bons momentos contagiantes dos protagonistas... Prepare o lencinho e os pulmões, pois garanto lágrimas e risadas fáceis. Leitura breve, que você abre o livro e só o fecha quando termina. Mas espero que todos os ensinamentos e reflexões fiquem depois, assim como ficou comigo.


2 comentários:

  1. Adorei a resenha. Não conhecia este livro e com certeza colocarei na lista.
    Achei seu blog lindo. :3

    Beijos,
    http://livrosecogumelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom saber que você gostou, Marina!
      Se ler, volte e conte o que achou (:

      Excluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!