23 novembro 2013

[Resenha] Beber, Jogar, F@#er - @PlanetaLivrosBR

Nome: Beber, Jogar, F@#er - A Jornada de um homem em busca de diversão na Irlanda, Las Vegas e na Tailândia.
Autor(a): Andrew Gottlieb
Páginas: 288
ISBN: 8576654490
Editora: Planeta do Brasil
Ano de lançamento: 2009
Comprar: Saraiva

Em Beber, jogar, f#@er, Bob Sullivan, traído e abandonado por sua mulher, parte em uma jornada em busca da felicidade – e da liberdade. Desiludido, Sullivan nos convida a acompanhá-lo em farras homéricas e algumas confusões com que todo homem sempre sonhou: encher a cara na Irlanda, apostar até as calças em Las Vegas, e dar asas a seus desejos proibidos na Tailândia. A única regra é não ter regras.

O que realmente importa na vida? Se você pudesse viajar durante um ano para que lugar iria? O que é ser feliz? O que veio primeiro, o ovo ou a galinha? Ser traído e chutado é uma coisa boa ou ruim?

É sobre essas coisas que Beber ,jogar,f@#der fala...

Ou não. A questão é que o livro fala sobre autoconhecimento sem parecer um livro de auto-ajuda, e isso é MARAVILHOSO, pelo menos pra mim.

E mais, o que alguém pode aprender com a seguinte frase: “O que estamos fazendo aqui c@r@lho?”

Eu digo, muita coisa.

Se eu tivesse visto esse livro solitário em uma prateleira de livraria, tenho certeza que não perderia meu tempo olhando para ele, e correria logo para a seção de livros que me interessam, e que tola seria, pois estaria perdendo a chance de conhecer um livro que vale a pena ler, nem que seja só para rir. Porque Andrew, o autor, realmente sabe fazer rir.

"A primeira vez que fiquei bêbado foi aos 13 anos. Estava na festa de 16 anos de minha irmã e uma hora o bar ficou sem ninguém. Enchi uma garrafinha com uma mistura de rum, vodca, Jack Daniel’s, Mountain Dew e Cointreau e mandei bala. Um vídeo gravado pelo meu tio documentou que, depois disso, eu fiquei pelado, soquei o cachorro do vizinho e me joguei na piscina. Apesar de não me lembrar de nada disso, a evidência em vídeo é incontestável. Fui punido severamente e fiquei com vergonha, mas, por outro lado, me lembro com orgulho de não ter desmaiado (e de ter derrubado um pastor alemão com um soco)." (cap. 3, p. 31) 
Leiam e se divirtam com Beber, jogar, f@#der. E depois me digam o que acharam. Eu amei!

P.S.: Quero um "guru" desse na vida, please !

Obs: BEBER, JOGAR, F@#ER teve seus direitos para o cinema comprado pela Warner Bros antes mesmo de ser publicado, ou seja, em breve veremos essa história nas telonas.


Um comentário:

  1. Oie :)

    Esse é um livro que eu estou bastante curioso para ler. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!