09 julho 2012

Escritor Parceiro: Gabrielle Venâncio Ruas

É com muito prazer, que venho hoje aqui falar da nova autora parceira do blog, Gabrielle Venancio Ruas, autora de "Angellore – A Divina Conspiração"

Gabrielle Venâncio Ruas é mineira de Contagem, e começou a escrever ainda na infância.

Tudo começou num belo dia, dentro da sala de aula, quando a professora de português pediu aos alunos que fizessem uma redação de uma página sobre alguma história criada pelas próprias crianças, e a sua deu quase vinte! Foi a partir disso que descobriu sua vocação para a literatura, e desde então não parou mais de escrever.

Cresceu lendo livros compulsivamente e assistindo animes japoneses na TV (Sailor Moon, Cavaleiros do Zodíaco, Shurato...), de onde vem grande parte de sua inspiração literária. Começou a elaborar seu primeiro romance, Os Sete Medalhões – A Lenda, aos 12 anos e, após concluí-lo seis anos depois, o lançou de forma independente pela internet, o que lhe rendeu experiência e a ajudou a conquistar seus primeiros leitores. Além de escritora, também é desenhista amadora.

Atualmente cursa Bacharelado em Letras e Literatura na Universidade Federal de Minas Gerais e pretende seguir uma carreira sólida na área da Língua Portuguesa e das belas-letras literárias. Almeja ganhar um espaço no panorama nacional e ter seus livros entre as estantes das livrarias e nas mãos dos leitores brasileiros. Angellore – A Divina Conspiração é seu primeiro romance publicado.

Contatos:

Blogue: http://angelloreadivinaconspiracao.blogspot.com.br/
Fanpage: www.facebook.com/angelloreadivinaconspiracao
E-mail: angelloreadivinaconspiracao@hotmail.com
Twitter: @GabrielleVRuas

Angellore – A Divina Conspiração é um livro de Romance Sobrenatural. Por se tratar de um gênero atrativo e de ótima recepção entre os leitores, fiquei interessada em trabalhar com o estilo. No entanto, quis alcançar um diferencial com a obra. Ela não traz apenas o típico romance adolescente, mas tramas repletas de suspense, mistério e profundidade emocional por parte dos personagens. Procurei não me voltar estritamente para o público feminino, mas construí o enredo de uma maneira que pudesse atrair também o público masculino, acrescendo à narração doses de ação e lutas empolgantes. Angellore também conta com três focos narrativos em primeira pessoa, ao contrário dos outros livros do gênero, que costumam trabalhar somente com um foco: Sophie, a protagonista, uma universitária; Olívia, uma investigadora de polícia; e um narrador cuja identidade mantenho oculta durante toda a narrativa, no intuito de prolongar o clima de suspense. Essa possibilidade de outros ângulos na narrativa, além de convidar mais leitores, explora o enredo com muito mais eficácia. As criaturas-tema aqui são os ceifadores da morte (ou angellores, como são nomeados na história). Além de serem entidades pouco exploradas pela cultura em geral, são carregadas de um misticismo natural. Portanto, acredito que Angellore possui grandes possibilidades de conquistar leitores de todas as idades e gostos.

Angellore traz grandes inovações ao cenário do romance sobrenatural, tornando-o não só uma obra de mistério e suspense, mas insinuante, atrativa e arrebatadoramente ousada ao leitor. Quando a primeira página é aberta, só é possível parar de ler quando o livro termina. Isso é Angellore.



Um comentário:

  1. Boa tarde :)
    Tenho a honra de ter Gabrielle como parceira lá do blog também :)

    Abraços e cuide-se

    RIMAS DO PRETO

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!