Falando de Filmes #1

22 dezembro 2011

Primeira postagem da coluna IL Movies e vamos começar falando de um grande astro de cinema, um dos meus atores preferidos.
 John Christopher Depp II. Mais conhecido como Johnny Depp.


Johnny nasceu em 9 de junho de 1963, em Owensboro, Kentucky - o auto-denominado "capital churrasco do mundo". Seu pai, John Christopher, era um engenheiro da cidade, e sua mãe, Betty Sue, uma garçonete. Ele estava sempre muito perto de sua mãe, mas talvez ainda mais perto de seu avô, que ele conhecia como Mamão (Depp mesmo era conhecido como Dipp ou Dawg Deppity). Ele visita Pawpaw muitas vezes, e felizmente lembra dias ensolarados escolher tabaco juntos. Foi um choque terrível para o menino de sete anos de idade quando morreu Pawpaw.

Uma das grandes paixões de Johnny é a música, e isso não vem de hoje. Esse grande amor surgiu desde quando ganhou sua primeira guitarra, aos 12 anos – Presente da mãe, Betty Sue. Desde então, passava quase todos os dias trancado em seu quarto, tocando. Abandonou aos 15 anos a escola para dedicar-se completamente à música, formando sua primeira banda, denominada The Flames, onde fazia shows em pequenos estabelecimentos na Florida. O nome depois foi mudado, virando The Kids. Johnny, esperançoso, mudou-se com os The Kids(Agora com o nome Six Gun Method) para Los Angeles, onde pensou que poderiam vir a fazer grande sucesso.


Fizeram shows em clubes noturnos, depois até cresceram, chegando a abrir shows de artistas como Iggy Pop.
Mas, mais ou menos na época em que começou a carreira de ator, Depp saiu do Six Gun Method para estudar interpretação. Mas para quem pensa que ele viria esquecer a música, se engana: Além de ter participado do clipe de uma música de Tom Petty e de The Lemonheads, e tocado o solo de guitarra da música Fade In-Out do Oasis, Depp, em 1995, entrou em uma outra banda, denominada P (cujo primeiro CD foi lançado em 96, e que além de Depp, contava com Gibby Haynes dos Butthole Surfers, Steve Jones, que é ex- Sex Pistols, Bill Carter, Sal Jenco e Flea dos Red Hot Chilli Peppers.), que tocava em sua própria boate, o The Viper Room.
Johnny também pode ser visto tocando The Minor Swing e Caravan, músicas da trilha sonora do filme Chocolate (onde interpreta o cigano Roux), além de já ter escrito em parceria uma das músicas para Sands, seu personagem no filme Era uma Vez no México, e ter tocado em algumas músicas do CD Bliss (de 2000), da namorada Vanessa Paradis, tendo co-escrito duas das músicas: Bliss e St. Germain.
Johnny mostra-se bastante sensível e ligado à arte, tendo grande interesse por pintura – já fez vários quadros, dois deles foram publicados na revista Vanity Fair (Um auto-retrato e uma pintura da namorada Vanessa Paradis) – E também por escrever, em entrevista ao Inside Actors Studio, ele revelou que seria escritor, se não fosse ator.


Além disso, Johnny já escreveu alguns diálogos para seu personagem Sands, de Era Uma Vez no México, escreveu junto com o irmão Danny o roteiro do filme que ele mesmo dirigiu, O Bravo, e sempre coloca seu toque pessoal em cada personagem que interpreta, como no caso de Capt. Jack Sparrow (de Piratas do Caribe) onde algumas falas são modificadas com criatividade – coisas de Depp.

Por hoje vou ficando por aqui, aguardem a proxima coluna!

3 comentários:

  1. Johnny é muito lindo e, sem duvida, muito talentoso também! E o melhor é que ele sempre busca personagens diferentes, "loucos", carismáticos e que cativam o publico :D
    http://www.dinhacavalcante.com/

    ResponderExcluir
  2. Meu favorito também. Feh parabéns ficou muito boa a coluna. E boa escolha para abertura... Jhonny Depp

    ResponderExcluir
  3. Cara, você não sabe como eu sou fã dele! \o/ rsrs'

    Parabéns pelo blog, está show!

    Um abraço,
    Bruno.

    www.entrelivroseafins.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

- Comente algo sobre o post ou a respeito do blog;
Vamos adorar saber sua opnião, mas sem ofensas e nem palavras baixas, ok?

Obrigada pelo seu comentario ^^
Volte sempre!